Vereadores recebem proponentes do Fundo Municipal de Cultura

por Marcos Vieira publicado 22/04/2020 11h25, última modificação 22/04/2020 19h05
Vereadores recebem proponentes do Fundo Municipal de Cultura

Reunião para apoio aos artistas de Anápolis (Foto: Marcos Vieira)

Artistas de Anápolis estiveram com vereadores na manhã desta quarta-feira (22.abr), pedindo apoio para que seja solicitada à Secretaria Municipal de Cultura a liberação do Fundo Municipal de Cultura (FMC), pois segundo eles esse é o principal recurso financeiro para o setor neste momento de pandemia do coronavírus, que suspendeu apresentações e eventos. O encontro foi organizado pela Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia, presidida pela vereadora Professora Geli Sanches (PT), com a presença do presidente da Casa, vereador Leandro Ribeiro (PP).

Três proponentes do FMC estiveram na Câmara: Luís Sérgio Fragelli Castanheira, Djalma Lima e Solemar Oliveira. Além do presidente Leandro e da vereadora Professora Geli, eles foram recebidos por Lélio Alvarenga (PSC) - que junto com Geli representa o Legislativo no Conselho Municipal de Cultura - e pelos vereadores Sargento Anderson José (PMN), Deusmar Japão (PP), Domingos Paula (PV) e Mauro Severiano (PSC).

Segundo Luís Sérgio, são 31 projetos aprovados no FMC, que contemplam cerca de 400 artistas, que por sua vez devem contratar 40 empresas para realização das propostas artísticas apresentadas no certame. O que esses proponentes pedem é que o dinheiro, R$ 750 mil, seja liberado pela Secretaria Municipal de Cultura, permitindo o pagamento dessas pessoas, que com o setor travado, ficaram sem seus sustentos.

Ele explicou ainda que como grande parte participou de outros projetos no ano passado, acaba não se enquadrando nem no auxílio emergencial de R$ 600 liberado pelo governo federal.

Luís Sérgio explicou que uma vez liberado o dinheiro, seria possível pagar cachês e programar as apresentações para quando as restrições chegassem ao fim. Em algumas situações, artistas poderiam fazer seus eventos de forma online.

O presidente Leandro Ribeiro fez contato com o secretário municipal de Cultura, Wilson Velasco, que explicou ter enviado um ofício ao comitê montado a partir do decreto de calamidade pública, solicitando a liberação do Fundo de Cultura. Até que seja dada a resp0sta, o processo foi suspenso por 30 dias, com vencimento no dia 25 deste mês.

Os vereadores se comprometeram a fazer gestões junto à Secretaria Municipal da Fazenda, solicitando a liberação dos recursos.

“Neste momento de pandemia e de necessária política de distanciamento social, está mais do que evidente que o recurso é de extrema importância para as famílias que têm a arte como fonte principal de renda e que ainda não podem voltar ao trabalho”, disse Professora Geli. “Com o nosso parecer favorável à solicitação, contamos agora com a sensibilidade do Poder Executivo do município, no sentido de atender essas pessoas o mais urgente possível”, completou a vereadora.