Vereadores de Anápolis lamentam tragédia no voo da Chapecoense; queda de avião mata 75 pessoas

por Marcos Vieira publicado 29/11/2016 10h40, última modificação 29/11/2016 10h41
Vereadores de Anápolis lamentam tragédia no voo da Chapecoense; queda de avião mata 75 pessoas

Vereadores de Anápolis lamentam tragédia no voo da Chapecoense

A queda na Colômbia do avião que levava a delegação da Chapecoense, matando 75 pessoas, repercutiu na sessão dessa terça-feira (29.nov.16) da Câmara Municipal de Anápolis. Na abertura dos trabalhos, o presidente Lisieux José Borges (PT) pediu um minuto de silêncio em memória das vítimas, seguido de um Pai-Nosso.

Ao usar a palavra, os vereadores lamentaram a tragédia. Mauro Severiano (PSDB) prestou solidariedade ao povo de Chapecó, relembrando que Anápolis já vivenciou um luto coletivo também, em setembro de 1998, com o acidente dos romeiros na Via Anhanguera, em São Paulo, com a morte de 55 pessoas.

“É momento de a gente lamentar, orar e pedir a Deus que conforte os familiares das vítimas dessa tragédia”, disse o vereador Frei Valdair de Jesus (PSB). O vereador Luiz Lacerda (PT) classificou o acidente como uma perda lamentável que abalou todo o mundo, de uma equipe que estava em ascensão.

A queda do avião na Colômbia matou atletas, comissão técnica e dirigentes da Chapecoense, que disputariam a final da Copa Sul-Americana, na quarta-feira (30.nov.16). Morreram também jornalistas que cobririam a partida e tripulantes da aeronave.

registrado em: