Teles Júnior repercute reunião com secretário para debater temas do setor produtivo

por Marcos Vieira publicado 13/03/2019 14h43, última modificação 13/03/2019 14h43
Teles Júnior repercute reunião com secretário para debater temas do setor produtivo

Teles Júnior repercute reunião com secretário para debater temas do setor produtivo (Foto: Ismael Vieira)

O vereador Teles Júnior (PMN) repercutiu na tribuna, na sessão desta quarta-feira (13.mar), visita feita ao secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Agricultura, Adriano Baldy, com objetivo de discutir diversos temas relacionados ao setor produtivo de Anápolis.

O principal deles diz respeito ao compromisso do Poder Executivo em criar distritos municipais para abrigar empresas. O vereador lembrou que o prefeito Roberto Naves (PTB) anunciou na Câmara Municipal, em audiência de prestação de contas, que irão dar andamento a essa proposta.

Para Teles Júnior, seria importante criar mais de um distrito agroindustrial na cidade, gerando emprego e renda para diferentes regiões. Ele citou como exemplo o Recanto do Sol e a Vila Fabril, setores populosos que teriam espaço para abrigar novas empresas.

Teles também conversou com Adriano Baldy sobre espaço na secretaria para receber empreendedores, os ajudando na qualificação para melhorar seus negócios. “Outro projeto é a Feira Legal, que atua em 33 feiras, com mais de 700 feirantes. São cursos que ajudam eles a desenvolverem a visão empreendedora”, comentou o vereador.

Ele também fez um alerta para quem atua como MEI (microempreendedor individual): a necessidade de entregar a declaração do Imposto de Renda até 31 de maio. Teles disse que tanto a Secretaria de Desenvolvimento Econômico quanto o Sebrae podem orientar os optantes do MEI sobre o assunto.

Teles também conversou com Baldy sobre a reforma do Mercado Municipal Carlos de Pina. Segundo ele, o trabalho começa em breve e haverá um rodízio de fechamento das bancas, para que não haja grandes prejuízos aos permissionários. “Houve um consenso e isso é importante porque o comércio sobrevive do seu dia a dia”, frisou.

registrado em: ,