Reamilton Espíndola defende acesso dos autistas ao passe livre do transporte coletivo

por Orisvaldo Pires publicado 22/02/2021 20h47, última modificação 22/02/2021 20h47
Reamilton Espíndola defende acesso dos autistas ao passe livre do transporte coletivo

Reamilton Espíndola defende acesso dos autistas ao passe livre do transporte coletivo

Na sessão ordinária desta segunda-feira (22.fev) o vereador Reamilton Espíndola (Republicanos) falou sobre a dificuldade das pessoas com espectro autista em ter acesso ao passe livre no transporte coletivo. Disse que encaminhou à Mesa Diretora pedido de mudança na Lei nº 3.299, que garante passe livre às pessoas com deficiência.

Reamilton Espíndola ressaltou que a pessoa com espectro autista não está contemplada no projeto que chegou ao conselho municipal responsável por analisar esse tema. “Para garantir a lei apresentamos projeto e peço que os demais vereadores olhem com carinho, para trazer garantia para que a pessoa com autismo tenha gratuidade no transporte urbano”, solicitou.

O vereador também citou o caso de um ambulante com deficiência visual, que trabalho no setor central da cidade, que acidentalmente esbarrou em uma mulher e o marido o agrediu com tapas e socos. Reamilton reclamou que alguns ambulantes colocam mercadoria no meio da calçada e atrapalha a passagem de pessoas.

Reamilton disse ainda que existem leis que asseguram a mobilidade urbana às pessoas com deficiência visual. “Por isso pedimos ao órgão competente que fiscalize essa situação”, concluiu.

(Foto: Ismael Vieira / Diretoria de Comunicação)