Professora Geli propõe criação de Frente Parlamentar de Apoio as Universidades

por Fernanda Morais publicado 20/05/2019 11h20, última modificação 20/05/2019 11h20
Professora Geli propõe criação de Frente Parlamentar de Apoio as Universidades

Professora Geli propõe criação de Frente Parlamentar de Apoio as Universidades

Em discurso no grande expediente, durante a sessão ordinária desta segunda-feira (20.mai), a vereadora professora Geli falou sobre sua proposta que cria na Câmara Municipal a Frente Parlamentar de Apoio as Universidades.

Defensora da bandeira da educação, a vereadora disse que seu objetivo é defender o segmento universitário público em Goiás com a possibilidade de fechamento de campi da UEG, cortes de investimentos na UFG e também no IFG.

"Peço apoio dos amigos na aprovação dessa iniciativa. Precisamos defender a educação de qualidade e não é com corte nos investimentos e fechamentos de instituições que vamos conseguir", pontuou ela que também apresentou uma moção de repúdio que será encaminhada para o Senado e para o Congresso contra os cortes nos investimentos ao setor.

Professora Geli contou que participou das manifestações em favor da educação que aconteceram em todo Brasil. Segundo ela, em Anápolis, alunos da UEG e do IFG foram para as ruas mostrar insatisfação com a política educacional defendida pelo atual Governo Federal.

"As universidades são formadas por três pilares - ensino, pesquisa e extensão. Não podemos defender apenas que as pessoas aprendam a ler, escrever e as operações matemáticas. Educação não é só isso", disse a vereadora acrescentando que "os universitários não se preocupam apenas com sua graduação. A universidade produz ensino e tem que ser de qualidade", defendeu.

A professora pontuou que a pesquisa, por exemplo, leva conhecimento aos diversos setores da sociedade. "Mais de 90% das pesquisas do nosso País são realizadas nas universidades federais. Pesquisas para indústria, saúde, para educação e agronegócio", citou.´

Geli colocou que o processo de extensão nas universidades possibilita que o aluno, ainda em fase de graduação, possa desenvolver junto aos segmentos sociais os seus conhecimentos adquiridos. "Conhecer o que a sociedade está precisando".

Ainda de acordo com a professora, cortar investimentos em qualquer um dos setores da educação universitária prejudica os três pilares de um ensino de qualidade.

"Antes de finalizar, cumprimento os pedagogos pela passagem do seu dia, celebrado hoje, em 20 de maio", concluiu.