Professora Geli diz que Prefeitura não faz repasses financeiros para Apae desde outubro de 2018

por Fernanda Morais publicado 18/02/2019 15h21, última modificação 18/02/2019 15h21
Professora Geli diz que Prefeitura não faz repasses financeiros para Apae desde outubro de 2018

Professora Geli diz que Prefeitura não faz repasses financeiros para Apae desde outubro de 2018

A vereadora Professora Geli Sanches (PT) disse em discurso no grande expediente, durante a sessão ordinária desta segunda-feira (18.fev), que a Prefeitura não está repassando a verba para atendimento de média e alta complexidade para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), desde outubro do ano passado.

“Todos sabem da minha bandeira aqui na casa. A da educação. Atuei por mais de 30 anos em sala de aula. E dentro dessa bandeira não posso deixar de falar da inclusão. Estive com o presidente da Apae, o doutor Hélio Lopes, e soube desse atraso nos repasses para a instituição”, comentou.

Geli Sanches disse que é preciso saber o que está acontecendo considerando que a verba é carimbada, ou seja, enviada de fundo a fundo da União para o Município com finalidade específica.

“O montante chega a quase R$ 3 milhões. O valor é utilizado para manutenção da unidade que tem várias atribuições. Lembrando que a APAE Anápolis é uma instituição reconhecida nacionalmente pela qualidade dos serviços prestados em toda sua cobertura de atendimento”, elogiou.

A professora informou que a Regulação da Prefeitura também está encaminhando menos pacientes do que a real capacidade de atendimento da instituição e por isso os equipamentos e profissionais disponíveis para o trabalho atuam com folga enquanto poderiam aumentar as suas atividades dando suporte aos pacientes que necessitam da APAE.

“Desde outubro, o tempo é grande, precisamos de esclarecimentos sobre o não repasse desses valores, não só da APAE, mas de outras unidades que possam ter esse mesmo problema. Peço aqui o apoio dos colegas nessa cobrança”, concluiu.