Professora Geli divulga curso de formação de cidadania do Grupo da Praça em Movimento Político

por Fernanda Morais publicado 13/02/2019 13h25, última modificação 13/02/2019 13h53

Em discurso no pequeno expediente, durante a sessão ordinária desta quarta-feira (13.fev), a vereadora Professora Geli Sanches (PT), divulgou um curso gratuito com objetivo de formação para a cidadania que será realizado pelo Grupo da Praça em Movimento Político. Um dos coordenadores do grupo é o professor, doutor em educação e cientista político, Juscelino Polonial.

“Vivemos um tempo onde as pessoas são politizadas e gostam de discutir política. A ideia desse grupo é juntar aqueles que querem aprimorar debates sobre política, cidadania, ideologia, direitos humanos, educação entre outros temas”, disse Geli.

A vereadora informou que o primeiro encontro será realizado no dia 16 de fevereiro e a ideia é que as reuniões aconteçam sempre no terceiro sábado de cada mês com início as 14h e término às 17h na Comunidade Santa Rita de Cássia, localizada no Bairro São José.

Cronograma:

16/02 - O que é política? Com doutor JucelinoPolonial e professora mestre Roneide
16/03 – O que é democracia? Com professor mestre Augusto Almeida
20/04 – O que é ideologia? Com professor a definir
18/05 – O que é cidadania? Com advogado Pedro Salvador
15/06 – O que são os direitos humanos? Com procurador Luiz Carlos Duarte
17/08 – Qual a questão ambiental? Com a engenheira civil e especialista em gestão ambiental, Leni Monteiro
21/09 – O que é educação com a doutora MirzaToschi
19/10 – Qual a aproximação da literatura e política? Com professora mestre Edna Elói
16/11 – O trabalho e os movimentos sociais – Com doutor Revalino de Freitas
21/12 – Seminário sobre a conjuntura brasileira – Mesa de debates

“São vários profissionais gabaritados para esse projeto. Cito aqui ainda a Eleyda, professor Marcos, Ana Maria, a Luciana, Patrícia, todos com uma carga de conhecimento para repassar aos participantes que terão oportunidade também de mostrar seus pontos de vistas nos debates abertos”, concluiu.