Professora Geli comemora promulgação de lei que institui o Dia Municipal de Luta contra Queimaduras

por Marcos Vieira publicado 05/06/2019 11h42, última modificação 05/06/2019 11h42
Professora Geli comemora promulgação de lei que institui o Dia Municipal de Luta contra Queimaduras

Professora Geli comemora promulgação de lei que institui o Dia Municipal de Luta contra Queimaduras (Foto: Ismael Vieira)

A vereadora Professora Geli Sanches (PT) destacou na tribuna, nesta quarta-feira (5.jun), a promulgação de lei de sua autoria, que institui o Dia Municipal de Luta contra Queimaduras, denominado Junho Laranja.

“É o caminho para trabalharmos a conscientização”, explicou. Com a lei, a celebração da data deve acontecer todo dia 6 de junho. Entre os objetivos, estão promover a conscientização dos aspectos preventivos das queimaduras e divulgar os primeiros socorros; encorajar a educação em todas as categorias profissionais envolvidas no tratamento e prevenção das queimaduras; e promover a realização de congressos, exposições, feiras e amostras para aprimoramento e conhecimento do tratamento de queimaduras.

As queimaduras e as mutilações causam vários problemas sociais, financeiros, afetam psicologicamente os pacientes e seus familiares, não só pelas inúmeras deformidades físicas, mas também pelo longo tempo de internação, que muitas vezes esse tipo de acidente requer.

Ainda em relação ao tema, a vereadora Professora Geli falou sobre Moção de Aplauso, de sua autoria, a ser encaminhada à ONG Sobrevida - Centro de Acolhimento aos Sobreviventes de Queimaduras e Feridos. “São voluntários que fazem um trabalho extraordinário e cito aqui a presidente da entidade, Tatiane Félix Silva Oliveira”.

Meio Ambiente
Professora Geli também falou sobre o Dia Mundial do Meio Ambiente, lembrando que Anápolis tem a Semana Municipal de Conscientização da Limpeza Urbana.

“Nada melhor que conscientizar e que o poder público tenha mecanismos para multar, para estar atento, para que o lixo seja jogado no lixo”, prosseguiu a vereadora.

Segundo ela, essa conscientização é uma forma de educação. “Por isso trago a bandeira da educação”, concluiu.