Por iniciativa da vereadora Thaís Souza, Câmara presta homenagem a protetores de animais

por Marcos Vieira publicado 11/10/2017 15h25, última modificação 11/10/2017 15h25

Em sessão solene realizada na noite desta terça-feira (10.out), no Sesc, a Câmara Municipal de Anápolis homenageou protetores de animais, por iniciativa da vereadora Thaís Souza (PSL), em referência ao Dia dos Animais e Dia de São Francisco de Assis, celebrado em 4 de outubro.

Os trabalhos da sessão foram conduzidos pelo presidente da Câmara Municipal de Anápolis, vereador Amilton Filho (SD), que ressaltou a importância do gesto, algo inédito para o Poder Legislativo local, de reconhecer o ativismo de pessoas e entidades na proteção dos animais e defesa do meio ambiente. Amilton também fez uma saudação à vereadora Thaís.

“Eu pude conhecer mais de perto a Thaís e saber que isso não é uma bandeira política dela, não é algo que começou agora, mas uma causa de vida. Quando a gente passa a ter mais contato, a gente percebe o quão bonito é esse trabalho e se apaixona também”, discursou o presidente.

Amilton disse ainda que é preciso não só reconhecer, mas também incentivar cada vez mais ações de defesa dos animais. “Continuem firmes e perseverantes”, frisou. O presidente comentou ainda que não se tratava apenas de uma homenagem da Câmara Municipal, mas sim da cidade de Anápolis, representada pelos 23 vereadores eleitos.

No início de sua fala, a vereadora Thaís Souza pediu que todos de pé rezassem um Pai Nosso em memória do médico veterinário João Paulo Alarcão, assassinado no último domingo (8.out). “Era uma defensor da causa animal, conhecido de todos nós”, completou a vereadora, afirmando que no próximo ano pretende homenagear os profissionais da área através de uma honraria que levará o nome de João Paulo.

Ao falar aos homenageados da noite, Thaís ressaltou as dificuldades enfrentadas no dia a dia por aqueles que trabalham na causa animal, mas classificou todos de “privilegiados”. “Lidamos com a irresponsabilidade das pessoas, pois são cinquenta jogando e apenas uns poucos cuidando, mas gostamos do que fazemos e vamos seguir contribuindo”. A vereadora disse ainda que todos cumprem um papel importante na defesa dos animais, desde um protetor independente até uma entidade maior.

A vereadora informou que esteve em São Paulo na semana passada, no 1º Encontro Brasileiro de Vereadores Defensores da Causa Animal, para discutir políticas públicas eficientes para a área, trazendo bons exemplos colocados em prática, sobretudo, em municípios paulistas.

Em relação a Anápolis, Thaís comemorou o fato de o prefeito Roberto Naves (PTB) apoiar a causa, e que as políticas públicas na área ainda estão partindo do zero, por isso é preciso paciência da população, mas com boas perspectivas. Ela destacou seu projeto de lei, aprovado na Câmara e já em vigência na cidade, que criou a castração pública de animais para controle de natalidade.

“Precisamos fazer campanhas educativas, mas a castração pública é algo essencial nessa luta”, explicou Thaís. Segundo ela, um veículo doado pela Arca Brasil, de Goiânia, para a Aspaan, de Anápolis, que foi conseguido pela ONG da capital via TAC de compensação ambiental do Ministério Público, será usado como castramóvel. Atualmente ele está sendo adaptado.

A vereadora também falou sobre leis que precisam ser criadas para garantir uma maior proteção de animais no Brasil – ela tem feito pedidos ao deputado federal Alexandre Baldy para que apresente emendas em Brasília – e frisou que outra bandeira de luta do seu mandato é conseguir para Anápolis uma delegacia especializada em maus-tratos a animais.

Pároco da Matriz de São Francisco, frei Carlos Antônio da Silva narrou a parábola do lobo, texto clássico das fontes franciscanas, que conta do gesto de paz do santo perante o animal do título, que aterroriza a cidade de Gúbio, na Úmbria. O compromisso de Francisco em alimentá-lo cessou a violência. “É uma mensagem que tem 800 anos e nos mostra a importância de se estender a mão aos animais. Somos parte da natureza e Deus criou o mundo para que nós cuidássemos”, ensinou o religioso.

A responsável pelo Centro de Zoonoses e Bem-Estar Animal da Prefeitura de Anápolis, Vera Lúcia Lourenço Dias, fez um relato do trabalho realizado por ela desde que assumiu o órgão, ressaltando que a partir dessa nova gestão não mais foram levados animais para serem mortos no espaço.

“Mas as pessoas ainda acham que o Centro de Zoonoses tem esse papel”, disse Vera. Segundo ela, há cães no local que chegaram para serem eutanasiados, mas que eles seguem vivos, num esforço de todos do órgão em garantir a existência desses seres. Vera Lúcia contou que cerca de 80% dos cães abandonados nas ruas já tiveram donos, algo perceptível inclusive pelo comportamento deles, o que demonstra a falta de consciência da população de um modo geral. “Os que estão conosco mostram no olhar a maldade que sofreram e tentamos passar a eles o cuidado que merecem”.

Falando em nome dos homenageados, Iêda Nely Lopes, da ONG SOS Animais, disse que a honraria entregue pela Câmara Municipal, em especial através da vereadora Thaís Souza, representava um gesto de consideração com aqueles que realizam uma árdua luta. “Nosso caminho é a superação de obstáculos e apoio da vereadora Thaís tem sido fundamental. O retorno dessa gratidão que ela nos demonstra hoje é eterno”, concluiu a ativista.