Pedro Mariano critica governo estadual pelo fechamento de 18 escolas e extinção de 59 turnos

por Marcos Vieira publicado 27/03/2019 14h43, última modificação 27/03/2019 14h43
Pedro Mariano critica governo estadual pelo fechamento de 18 escolas e extinção de 59 turnos

Pedro Mariano critica governo estadual pelo fechamento de 18 escolas e extinção de 59 turnos (Foto: Ismael Vieira)

O vereador Pedro Mariano (PRP) criticou o governo estadual, em discurso na tribuna nesta quarta-feira (27.mar), pelo fechamento de 18 escolas e extinção de 59 turnos em unidades de diferentes cidades goianas.

Citando reportagem do jornal O Popular, ele ironizou a decisão do governo, questionando se a população goiana parou de crescer, e lembrou que em Anápolis é o contrário, é preciso construir novas escolas.

“Os governos estão mais preocupados em construir presídios do que escolas”, disse Pedro Mariano. Ele lembrou que países como Alemanha, Coreia do Sul e Japão saíram de crises investindo na educação, mas aqui no Brasil e em Goiás, pelo jeito, é ao contrário.

O vereador questionou se era essa mudança que o povo queria. “Porque entendo que mudança tem que ser para melhor”, respondeu. Pedro Mariano lembrou que na sua região, do Vivian Parque, nãos e constrói escola há mais de 30 anos. “E o nosso município só segue crescendo”.

CPI
Pedro Mariano é autor de requerimento, aprovado em plenário, solicitando a possibilidade de a Câmara Municipal receber reuniões da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa que investiga a venda da Celg para a Enel.

“A reunião aqui em Anápolis serve para que produtores rurais, empresários e consumidores de Anápolis possam informar distorções, precariedades e falta de atendimento em tempo hábil na cidade”, justificou o vereador.

registrado em: ,