Pastor Wilmar Silvestre conta a história de pioneiro que dá nome a praça no Bairro das Bandeiras

por Marcos Vieira publicado 21/05/2018 14h06, última modificação 21/05/2018 14h06
Pastor Wilmar Silvestre conta a história de pioneiro que dá nome a praça no Bairro das Bandeiras

Pastor Wilmar Silvestre conta a história de pioneiro que dá nome a praça no Bairro das Bandeiras

 

Foto: Ismael Vieira

O vereador Pastor Wilmar Silvestre (PSC) contou a história na tribuna, nesta segunda-feira (21.mai), da Praça João Miranda da Silva, no Bairro das Bandeiras, que teve intervenção direta dele junto à Prefeitura de Anápolis para que passasse por uma revitalização.

Wilmar informou, inicialmente, que se reuniu com moradores e com o padre Valter Borges, da Paróquia Divino Pai Eterno, que fica ao lado da praça, e ouviu pedidos de melhorias no logradouro.

O vereador também tomou conhecimento da história do morador João Miranda da Silva, que batalhou para que a paróquia, quando ainda era uma capela, pudesse ter energia elétrica.

Informado na época pela Celg que não havia demanda suficiente para levar energia para a capela, João Miranda comprou seis padrões e os instalou nas quadras próximas. A demanda, então, “foi criada”, e a companhia fez a ligação elétrica, beneficiando a capela, que deixou de ter missas à luz de velas.

Diante dessa iniciativa, João Miranda – já falecido – foi homenageado em 1990 com uma lei promulgada pela Câmara Municipal, na gestão do prefeito Anapolino de Faria, dando o seu nome à praça ao lado da Igreja Divino Pai Eterno, na área compreendida entre as ruas Oscar Niemeyer, Estados Unidos e Jonas Duarte.

Apesar da lei, o vereador Pastor Wilmar informou que as pessoas não tinham conhecimento dessa homenagem, nem mesmo o filho do pioneiro, que atualmente mora bem perto da praça, o policial civil Sebastião Miranda.

O vereador até fez um projeto propondo que João Miranda fosse homenageado, quando ficou sabendo que a lei já existia desde 1990. Além da revitalização, Wilmar também pediu à administração municipal que coloque uma placa na praça, informando seu nome e, com isso, garantindo com justiça que todos conheçam a história de um dos pioneiros do Bairro das Bandeiras.