Pastor Elias visita 4º feira de Matemática em CEI do Jardim Esperança

por rubens — publicado 24/11/2017 14h20, última modificação 24/11/2017 14h35
Pastor Elias visita 4º feira de Matemática em CEI do Jardim Esperança

Pastor Elias visita 4º feira de Matemática em CEI do Jardim Esperança

Um projeto social está mudando a realidade dos moradores da Região do Jardim Esperança em Anápolis, é uma proposta realizada no Centro de Educação Infantil (CEI) Betesda do Jardim Esperança, há quatro anos.

O vereador Pastor Elias (PSDB) foi à unidade de ensino conhecer a IV Feira da Matemática, um projeto que tem o cunhodidático, social e desenvolvimentista, realizado entre os alunos de 1º ao 5º ano, cerca de 460 alunos entre 6 e 13 anos.

Há quatro anos surgiu a ideia entre os professores e colaboradores da escola, de incentivar os alunos a trazerem frutas colhidas no quintal da casa do aluno. Inicialmente apenas as séries iniciais foram selecionadas para o projeto piloto. A intenção era despertar nos alunos o interessede estudarem e alcançarem uma espécie de “poder de compra” das frutas que eram expostas em uma feira.

Ao passar das edições o alcance foi ainda maior, envolvendo toda a escola, que hoje marca um dia no ano, comumente no final do ano letivo, para a realização de uma feira onde são expostas frutas, verduras, roupas, sapatos, brinquedos, doces e comidas.

Cada aluno consegue, ao longo do ano, uma quantidade de “dinheiro”, que é o resultado de boas notas, comportamento, assiduidade, pontualidade e outras atividades ministradas em sala de aula, podendo escolher o que comprar e levar para casa.

O vereador Pastor Elias ficou entusiasmado com a ideia de trazer ao conhecimento do aluno a economia doméstica, o conhecimento da Matemática, Língua Portuguesa e o controle na hora da compra. “Me chamou muita a atenção que os alunos tem vários produtos para escolher, mas primeiro eles pensam na família, então eles compram verduras e frutas, depois as demais coisas. Um deles está com a mochila cheia de verduras para levar para casa. O outro está levando calçado para a mãe. Isso é maravilhoso” expressou o vereador.

Míriam Borges de Oliveira, diretora da unidade, apontou como resultados imediatos a diminuição das faltas, indisciplina, a violência no bairro, aumento da concentração do aluno, o envolvimento com as matérias e o envolvimento da comunidade com a escola.

Para esta 4ª Feira de Matemática, a unidade escolar recebeu a doação de 3 toneladas de frutas e verduras para serem disponibilizadas aos alunos, que frequentam os três turnos. A próxima edição, adianta Míriam Borges, serão disponibilizados produtos alimentícios, artesanatos e outros utensílios produzidos pelos alunos do turno noturno. “A escola ao mesmo tempo, instrui os alunos nas matérias regulares e prepara o cidadão socialmente”, reforça a diretora.

Reportagem: Rubens Júnior