Pastor Elias pede atenção do secretário Wilder Morais para obras paradas em Anápolis

por Marcos Vieira publicado 20/02/2019 13h31, última modificação 20/02/2019 13h31
Pastor Elias pede atenção do secretário Wilder Morais para obras paradas em Anápolis

Pastor Elias pede atenção do secretário Wilder Morais para obras paradas em Anápolis (Foto: Geraldo Fleury)

O vereador Pastor Elias Ferreira (PSDB) repercutiu na tribuna, na sessão dessa quarta-feira (20.fev), visita de membros da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia) ao recém-empossado secretário estadual de Indústria e Comércio, Wilder Morais, e frisou a importância de se cobrar um olhar atento para os problemas da cidade.

Pastor Elias ressaltou que Wilder estará na reunião da Acia para ouvir as demandas locais e seria interessante que o secretário fosse levado ao Daia, para ver de perto a situação da malha viária do distrito e as deficiências na iluminação pública.

“Se não tomar providências, teremos que andar a cavalo no Daia, do tanto de buraco que tem nas ruas de lá. Contei também 42 postes sem luz [em um trecho da via]. É preciso ainda ver as paradas de ônibus do distrito”, discursou Pastor Elias.

O vereador também falou sobre a proposta da Acia de assumir o centro de convenções e, com isso, implantar no espaço o parque tecnológico, dois projetos importantes para o setor produtivo anapolino.

Pastor Elias disse que a cidade não aguenta mais falar das obras estaduais paradas, como o aeroporto de cargas. “Quero crer que o secretário Wilder ouvirá nossas demandas e tomará providências”.

Ranking
A partir dessas perdas da economia local, o vereador repercutiu o ranking das 100 melhores cidades para se viver no Brasil, um levantamento medido pelo índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM). A Firjan é a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro. Anápolis não entra na lista.

O IFDM usa como base emprego e renda, saúde e educação para definir quais são as cidades mais desenvolvidas entre os 5.471 municípios brasileiros.

O vereador apontou apenas três cidades goianas na lista: Chapadão do Céu (72º), Itumbiara (73º) e Ceres (89º).