Pastor Elias Ferreira cobra Ipasgo para que credencie médicos especialistas em Anápolis

por Marcos Vieira publicado 18/11/2019 11h15, última modificação 18/11/2019 11h15
Pastor Elias Ferreira cobra Ipasgo para que credencie médicos especialistas em Anápolis

Vereador Pastor Elias Ferreira, do PSDB (Foto: Ismael Vieira)

O vereador Pastor Elias Ferreira (PSDB) disse na tribuna, na sessão desta segunda-feira (18.nov), que o Ipasgo não tem atendido os usuários de Anápolis em sua integridade, com a falta de credenciamento de diversos médicos especialistas.

Esse déficit acaba fazendo com que os anapolinos tenham que procurar assistência em Goiânia, embora paguem para o plano os mesmos valores que os usuários da capital.

Pastor Elias informou que terá encontro essa semana com o presidente do Ipasgo, Sílvio Antônio Fernandes Filho, para solicitar aumento dos credenciados em Anápolis.

O vereador pretende questioná-lo em relação a uma Moção de Apelo de sua autoria aprovada pela Câmara Municipal ainda em 1º de fevereiro deste ano, informando as principais especialidades que precisam de credenciamento de médicos.

Pastor Elias relacionou na tribuna a falta de profissionais nas seguintes áreas em Anápolis: alergia, acupuntura, cardiologia, pediatria, cirurgia e clínico geral, cirurgia pediátrica, dermatologia, endocrinologia, fisioterapia, fonoaudiologia, ginecologia e obstetrícia, gastrologia, geriatria, hematologia, homeopatia, infectologia, mastologia, nefrologia, neurologia clínica e cirúrgica, neurologia infantil, nutricionista, odontologia clínica e cirúrgica, otorrinolaringologia, oncologia, psicologia, psiquiatria, pneumologia, pediatria, reumatologia, terapia ocupacional, urologia, além da falta de clínicas especializadas que realizem exames de eletroencefalograma e eletroneuromiografia.

"Quero falar com o presidente do Ipasgo ainda essa semana, saber porque os plano é diferente aqui. Muitos precisam se deslocar para Goiânia para fazer tratamento. Ou seja, temos dois tipos de Ipasgo: o de Goiânia e o do interior", criticou Pastor Elias.

Chorume
O vereador aproveitou para fazer um pedido ao poder público municipal: a resolução do problema do lixo no Mercado do Produtor. Os dejetos que não são recolhidos acabam gerando chorume, que escorre pela via e causa mau cheiro, incomodando moradores próximos, frequentadores do local e os trabalhadores.

Segundo ele, diversas pessoas lhe telefonaram no final de semana, pedindo providências. Pastor Elias pediu ajuda dos secretários Adriano Baldy (Desenvolvimento Econômico), Jakson Charles (Meio Ambiente) e Francisco Lacerda (Obras e Serviços Urbanos).