João da Luz parabeniza profissionais de Anápolis no Dia Mundial do Rádio

por Marcos Vieira publicado 13/02/2019 13h05, última modificação 14/02/2019 14h25
João da Luz parabeniza profissionais de Anápolis no Dia Mundial do Rádio

João da Luz parabeniza profissionais de Anápolis no Dia Mundial do Rádio

Uma Moção de Aplauso do vereador João da Luz (PHS), aprovada em plenário nesta quarta-feira (13.fev), é direcionada a profissionais da comunicação da cidade, em alusão ao Dia Mundial do Rádio. “São pessoas que fazem um trabalho de excelência, interferindo positivamente no dia a dia da sociedade”, discursou na tribuna o parlamentar.

Segundo João, o rádio é considerado o mais ágil veículo de informação existente, e com credibilidade entra todos os dias nas casas de bilhões de pessoas pelo mundo, levando o conhecimento sobre acontecimentos importantes, de maneira célere, ética e objetiva.

“Este meio é sinônimo de democracia e liberdade e amostra da diversidade de nosso país”, frisou ainda o vereador, que citou profissionais que atuam na cobertura do Poder Legislativo: Lucivan Machado, Evaristo Pereira, Richelson Xavier, Richardson Bastos, entre outros.

Abordagem social
João da Luz também falou na tribuna sobre projeto de lei de sua autoria, que deu entrada na Câmara, que dispõe sobre a abordagem social para pessoas em situação de risco e moradores de rua em Anápolis.

A ideia é ofertar em Anápolis o Serviço Especializado de Abordagem Social, de acordo com o disposto na Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais. Isso deverá ser feito “de forma continuada e programada com a finalidade de assegurar trabalho social de abordagem e busca ativa que identifique a incidência de pessoas em situação de risco e de rua, dentre outras”.

"Apresentamos um projeto de lei sobre abordagem social. Esse projeto é muito importante, pois temos com ele o objetivo de estar cuidando das pessoas, principalmente aquelas que estão em situação de risco, de vulnerabilidade, situação de rua mesmo", discursou João da Luz.

O vereador disse ainda que "na nossa cidade não temos um local apropriado ainda que o poder público possa estar oferecendo como local que a pessoa possa ser recebida". E prosseguiu: "Então nós não temos uma forma de abordar, conhecer essas pessoas que estão nessa situação, e nós também não temos uma forma de acolher essas pessoas".

Com isso, João voltou a reafirmar a importância da sua propositura. "Então é importante e relevante esse projeto, porque sabemos da sensibilidade do prefeito Roberto Naves de cuidar da pessoa humana. E essas pessoas hoje estão na situação que merecem uma atenção. Não adianta a gente querer tapar os olhos, é evidente que na nossa cidade temos pessoas nessa situação".

O vereador disse ainda: "Então esse projeto de lei está sendo apresentado e eu tenho certeza que ele vai mexer com o Executivo, e ele vai puxar para si a responsabilidade de estar montado essa estrutura para cuidar dessas pessoas".

João da Luz falou também sobre audiência pública realizada por ele em 2017. "Fizemos uma audiência pública no primeiro ano, e essa audiência abordou um assunto interessante, que foi a questão das pessoas com dependência química".

O vereador frisou que fez um requerimento no ano passado, "solicitando um chamamento, um edital para que o Executivo possa apoiar as entidades que acolhem as pessoas que tem dependência química".

"Hoje não temos nenhuma entidade que tem um convênio com o município, que tem essa parceria do poder público, nenhuma entidade está se servindo desse apoio. E essas entidades estão à beira de fechar as portas e não é por falta de vontade do nosso prefeito", discursou João da Luz.

O vereador também falou sobre visita à secretária municipal da área. "Fizemos essa visita à nossa secretária de Integração Social, a Eerizania, que já encaminhou o projeto e que depende da Procuradoria. O edital está na mesa da Procuradoria, para ela lançar e fazer o chamamento público para dar apoio a essas entidades, e ele fica na mesa e não é lançado".

João da Luz, então, pediu ajuda ao líder do prefeito, Wederson Lopes (PSC). "Nós precisamos, líder do prefeito, que é um dos defensores da Frente Parlamentar Contra as Drogas, que esse edital está na mesa para fazer o chamamento e apoiar essas entidades, e essas entidades hoje estão com o pires na mão pedindo ajuda do poder público, dependendo desse chamamento".

Em aparte, Wederson disse do empenho da secretária Eerizania Lobo, que elaborou no ano passado, quando ainda era diretora da pasta, o termo de referência para esse edital, mas uma diretriz nacional estabeleceu que esse convênio não é mais com a Secretaria de Desenvolvimento Social, e sim com a Secretaria de Saúde.

“Agora já passou para a Saúde e chegou na semana passada na Procuradoria-Geral, para que possa finalizar e publicar. Ressalto a importância do senhor nessa luta, as comunidades terapêuticas estão clamando por isso”, concluiu Wederson Lopes.

O vereador João da Luz parabenizou a secretária Eerizania, disse que ela é “uma competência em pessoa”, que esclareceu os fatos quando ele a visitou. Também se dirigindo ao líder do prefeito, o parlamentar disse que estava feliz pelos esclarecimentos.

Certificado
João da Luz também falou de outro projeto de lei de sua autoria, juntamente com a vereadora Professora Geli (PT), que cria em Anápolis o Certificado de Participação familiar na vida escolar dos alunos no município denominado de Professora Hermogênia Eleutério de Oliveira (Professora Gênia).

O vereador evidenciou a importância da professora falecida no dia 30 de janeiro para a educação anapolina e informou que o certificado vai celebrar o envolvimento da sociedade na melhoria do ambiente escolar.

registrado em: ,