Marcos Bonfim, do Zatopek, recebe título de cidadania anapolina

por Orisvaldo Pires publicado 11/12/2018 20h55, última modificação 14/12/2018 09h21
Marcos Bonfim, do Zatopek, recebe título de cidadania anapolina

Marcos Bonfim, do Zatopek, é homenageado com Título de Cidadania Anapolina

“Eu tinha tudo para dar errado. Fui abandonado aos oito meses, apanhei na cara por não aceitar consumir drogas. Mas optei por fazer o bem”. Foi assim que o professor Marcos Bonfim Garcia, iniciou seu pronunciamento após ser agraciado com o título de cidadania Anapolina, na noite desta terça-feira (11.dez), no Plenário Teotônio Vilela, da Câmara Municipal de Anápolis. Uma lembrança que, em determinado momento, embargou a voz do experiente educador de 56 anos. 

A honraria teve iniciativa do vereador Valdete Fernandes Moreira (PDT), com respaldo unânime dos demais vereadores. Marcos Bonfim, idealizador de projetos formadores no esporte como o Papa-Léguas, Zatopek e Escola Viva, emocionou-se ao relembrar, na tribuna da Câmara, de algumas partes da história de sua vida. “Receber este título, aqui, neste contexto, representa que o povo de Anápolis me acolheu”, disse. 

A sessão solene foi conduzida pelo presidente da Câmara, vereador Amilton Filho (SD), com presenças dos vereadores Fernando Paiva (PODE) e Professora Geli (PT), além é claro do autor da homenagem, Valdete Fernandes Moreira. A cerimônia foi prestigiada ainda pelo ex-presidente da Câmara, Sírio Miguel Rosa da Silva; o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Anápolis, Adair Rodrigues dos Santos; e a ex-diretora do Sesi da Vila Jaiara, professora Eva Monteiro Elói. 

Marcos Bonfim estava acompanhado do filho, advogado Glauco Felipe; e da esposa, Ana Elisabeth de Faria. Para Professora Geli a outorga do título a Bonfim é o reconhecimento de seus serviços prestados à formação de atletas e cidadãos anapolinos. Fernando Paiva lembrou que o homenageado tem o dom de edificar as pessoas. Valdete Fernandes ressaltou que, além dos laços de amizade que o une a Marcos Bonfim, “a honraria a ele concedida é o resgate de uma história de amor pelo ensino e paixão pelo esporte”. 

Para o presidente Amilton Filho, outorgar o título de cidadão anapolino a Marcos Bonfim é reconhecer as ações que constroem de forma positiva a sociedade, “é um privilégio fazer parte deste momento, quando legitimamos alguém tão importante para a formação das nossas crianças e adolescentes”. O advogado Glauco Felipe disse que o pai é uma referência para sua vida, “um orgulho para mim”. Ao final da cerimônia, Marcos Bonfim recebeu flores, das mãos da professora Eva Monteiro Elói, em nome de todos os profissionais da educação.

CURRÍCULO DO HOMENAGEADO

MARCOS BONFIM GARCIA 

Natural de Goiânia (GO), 56 anos, casado com a também professora Ana, é Bacharel em Educação Física e Pedagogia pela Universidade Estadual de Goiás.

 Especializou-se em cursos como Promoção de Eventos Esportivos, pela Fundação Getúlio Vargas, e Docência Superior, pela Universidade Cândido Mendes (RJ).

 Foi preparador físico do Anápolis Futebol Clube de 1984-1986; da Associação Atlética Anapolina em 1987-1988.

 Atuou como professor de banda de percussão, técnico de voleibol, e presidente da Federação Goiana de Atletismo de 1994-1996.

 Criou o Projeto Humanidade (que leva recreação às crianças da periferia); além dos projetos Papa-Léguas, Zatopek, Escola Viva, entre outros.

 É professor na rede púbica de Educação de Anápolis há 34 anos.

 Em reconhecimento pelos serviços prestados foi agraciado com a Comenda Henrique Santillo, concedida pela Câmara Municipal de Anápolis.


(FOTO: Ismael Vieira / Diretoria de Comunicação)