LOA recebe emendas até 12 de novembro

por Câmara Municipal de Anápolis publicado 16/10/2012 00h00, última modificação 07/06/2016 11h25
O relator da matéria na Comissão de Finanças é o vereador Assef Naben O vereador Assef Naben (PMDB) foi escolhido relator na Comissão de Finanças da Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício financeiro de 2013. Ele receberá emendas para o projeto de lei do Executivo até 12 de novembro. A LOA prevê que a Prefeitura de Anápolis terá no próximo ano receita de R$ 945.566.197,21.
LOA recebe emendas até 12 de novembro

LOA recebe emendas até 12 de novembro

Em relação a 2009, o orçamento de 2013 terá um avanço de 256% – de R$ 369.380.755,62 em 2009 para os R$ 945.566.197,21. O atual prefeito, Antônio Gomide (PT), reeleito para mais quatro anos, sempre contou com recursos em ascendência a cada exercício financeiro, mas uma mudança considerável ocorreu entre 2010 e 2011: o salto foi de R$ 445.230.939,30 para R$ 713.388.701,06.
 
Uma divisão simples mostra que o prefeito terá uma média de R$ 78,7 milhões por mês de orçamento. É lógico que a gestão pública não funciona dessa forma, as receitas e despesas variam mês a mês, mas o cálculo mostra o patamar que chegou Anápolis, a segunda cidade em arrecadação em todo o Estado de Goiás, atrás apenas da capital Goiânia. Em 2008, por exemplo, a média por mês foi de R$ 17,4 milhões.  
 
A Lei Orçamentária Anual projeta as receitas e autoriza as despesas do governo para o exercício do próximo ano, de acordo com a previsão de arrecadação.
registrado em: