Lélio defende recadastramento de cartões do Sistema Único de Saúde

por Marcos Vieira publicado 19/04/2017 13h45, última modificação 19/04/2017 13h45
Lélio defende recadastramento de cartões do Sistema Único de Saúde

Lélio defende recadastramento de cartões do Sistema Único de Saúde

O vereador Lélio Alvarenga defendeu, nesta quarta-feira (19.abr), na tribuna, que a Secretaria Municipal de Saúde realize um recadastramento dos cartões do Sistema Único de Saúde (SUS), dando prioridade aos moradores de Anápolis.

Segundo Lélio, o número de cartões é mais que o dobro da população da cidade. “Terei reunião com a secretária municipal Luzia Cordeiro [Saúde] para tratar desse assunto”, informou o vereador.

Lélio frisou que a saúde é um direito preservado na Constituição Federal, portanto o anapolino tem razão quando cobra um serviço de qualidade, mas o atual modelo acaba prejudicando a cidade.

“A gente não pode cuidar da casa do outro. Tem prefeito de município vizinho que investe só na ambulância e envia o doente para Anápolis, mas na hora do repasse dos recursos, a nossa cidade fica de fora”, comentou Lélio.

O vereador disse ainda que essa diferença entre os recursos que chegam para Anápolis e a quantidade de pacientes que a cidade precisa atender mensalmente acaba por prejudicar instituições sérias e importantes, como a Santa Casa de Misericórdia.

“Estive com a irmã Rita [Cecília, presidente da Fasa] por quatro horas no começo do meu mandato. Temos na cidade um hospital fantástico que é a Santa Casa de Misericórdia, mas com demanda além da sua capacidade”, ressaltou Lélio.

Para o vereador do PSC, há pactuação “demais” com outras cidades. “Não estamos dando de atender os nossos [pacientes], quem dirá socorrer também pessoas vindas de outras regiões”, concluiu.