João da Luz repudia aumento de energia em Goiás: “é algo abusivo em meio a crise que vivemos”

por Marcos Vieira publicado 17/10/2018 10h55, última modificação 17/10/2018 10h57
João da Luz repudia aumento de energia em Goiás: “é algo abusivo em meio a crise que vivemos”

João da Luz também falou na tribuna sobre importância do artesanato para a cultura local (Foto: Ismael Vieira)

O vereador João da Luz (PHS) demonstrou seu descontentamento com o aumento da energia elétrica promovida em Goiás pela Enel, com autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). “É algo abusivo, por isso manifesto minha indignação. Devido à crise, temos famílias com crianças vivendo sem energia em suas casas atualmente no Brasil”, discursou na tribuna, nesta quarta-feira (17.out), o vereador.

A Aneel aprovou a quarta revisão tarifaria periódica da Enel Distribuição Goiás (antiga Celg-D), o que implica um aumento médio de tarifas de 18,54% nas contas de luz. Para os consumidores atendidos na alta-tensão, o efeito médio será de 26,52%; para a baixa tensão, fica em 15,31%, em média. Para os consumidores residenciais, o reajuste será de 15,17%. A empresa atende a cerca de 3 milhões de unidades consumidoras em 237 municípios de Goiás.

Segundo João da Luz, na hora que o cidadão precisa de qualidade, a Enel não oferece um bom serviço, mas quando se trata de aumento da tarifa, o percentual é elevado.

Artesanato
O vereador João da Luz também pediu voto aos colegas para Moção de Aplauso de sua autoria dirigida a artesões da cidade. Ele disse que esteve na Feira Artesanato em Ação, realizada entre 14 e 16 de setembro na Praça Dom Emanuel, e conferiu de perto a importância dos artistas para a cultura local e também na geração de emprego e renda.

“Parabenizo o Executivo, através do prefeito Roberto Naves, pela organização do evento, bem como os secretários Erivelson Borges [Cultura] e Adriano Baldy [Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Turismo]”, disse João da Luz, que também ressaltou a importância da Associação Cultural, Artesanal e Social de Anápolis (Acasa) na feira.

“Os artesões mencionados merecem ser homenageados em virtude de suas contribuições para preservação da cultura através da arte. É uma arte única e extremamente original, pois tudo é produzido sem qualquer processo industrial, ou seja, impossível fazer duas peças exatamente idênticas”, ressaltou João da Luz.

A Moção de Aplauso será encaminhada aos seguintes artesões: Soraia Alves Moreno, Maria Batista Pereira Vieira, Núbia Pereira de Oliveira, Itamar Soares Pereira, Dalci Barbosa, Erida Cristina, Elida Mendes, Ilidia Maria Basílio, Juliana Alves Rodrigues, Adriana Carneiro Nogueira, Deinice Pires Rebelo, Neuza Maria, Jucilene Coelho e Júlio Gomes.

registrado em: ,