João da Luz pede uso de recursos parados no Fundo Especial para Infância e Adolescência

por Marcos Vieira publicado 18/09/2017 11h15, última modificação 18/09/2017 11h17

O vereador João da Luz (PHS) usou a tribuna, nesta segunda-feira (18.set), para apresentar Moção de Apelo de sua autoria que pede aplicação dos recursos financeiros do Fundo Especial para Infância e Adolescência (FIA), segundo ele parados, em um total de R$ 370 mil, enquanto os conselhos tutelares passam por dificuldades.

Estiveram presentes na Câmara, acompanhando o discurso, os presidentes dos conselhos tutelares Lucas Soares (Oeste) e Etiene Garcez (Leste), a vice-presidente Viviane Gonçalves (Leste), a conselheira Filomena Teodora (Leste) e o suplente Felipe Alves (Oeste).

Segundo João da Luz, os conselheiros tem manifestado um clamor, com toda a razão, pois são pessoas que trabalham muito, diuturnamente, para garantir a proteção das crianças de Anápolis.

O FIA é gerido pelo Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente (CMDA), que mediante projetos apresentados por entidades, como os conselhos tutelares, autorizam o repasse dos recursos, que deve ter o aval da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

O vereador João da Luz pediu agilidade do poder público para que esse dinheiro chegue efetivamente a quem faz um trabalho importante para a cidade. Ele falou também da necessidade de um debate futuro sobre o salário dos conselhos tutelares, que hoje ganham R$ 1,8 mil. “São pessoas que trabalham muito, portanto no futuro precisamos rever essa lei, para rever esses valores”, concluiu.