João da Luz critica cortes no orçamento promovidos pelo governo Bolsonaro em setores importantes da sociedade

por Marcos Vieira publicado 07/05/2019 11h45, última modificação 07/05/2019 11h45
João da Luz critica cortes no orçamento promovidos pelo governo Bolsonaro em setores importantes da sociedade

João da Luz critica cortes no orçamento de setores importantes promovido pelo governo Bolsonaro (Foto: Ismael Vieira)

O vereador João da Luz (PHS) demonstrou preocupação, em discurso na tribuna nesta terça-feira (7.mai), aos cortes promovidos pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) a setores da educação e outras áreas essenciais para a população.

João comentou que há um déficit de R$ 139 bilhões nas contas públicas e a proposta de que com a reforma da Previdência esse montante será equacionado, mas que a falta de habilidade política para negociar com o Congresso Nacional resultou no jogo feito a partir do corte de 30% nos investimentos públicos, danoso para diversos segmentos.

“É mais sacrifício para o povo e esse corte afeta contratos e compromissos em vigência. Vejo isso com muita preocupação, é um jogo que estão fazendo, ameaçar contratos em vigência em detrimento da abertura do Congresso para aprovar reforma da Previdência”, ressaltou João da Luz.

O vereador citou manifesto assinado por mais de mil acadêmicos de universidades como Harvard, Princeton, Yale, Oxford, Cambridge e Berkeley, publicado no jornal francês Le Monde, criticando a redução de recursos para faculdades de Filosofia e Sociologia anunciada pelo governo Bolsonaro.

João da Luz também falou do bloqueio de R$ 18,3 milhões do Instituto Federal Goiano (IFG). O montante representa 40% do orçamento da unidade e afeta diretamente o ensino de milhares de estudantes. O IFG possui 12 campi, além de 55 polos de ensino à distância (EaD).

registrado em: ,