João da Luz acompanha de perto negociações de professores em greve com prefeito

por Marcos Vieira publicado 08/05/2018 15h15, última modificação 08/05/2018 15h15

O vereador João da Luz (PHS) disse na tribuna, nesta terça-feira (8.mai), que esteve na sede do Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Ensino de Anápolis (Sinpma) e também participou de reunião da entidade com o prefeito Roberto Naves (PTB), para acompanhar de perto as negociações que visam o fim da greve iniciada pela categoria nesta segunda-feira (7.mai).

Segundo ele, a pauta de reivindicação vai além do reajuste de 3,75% para se alcançar o Piso Nacional dos professores. João da Luz citou, por exemplo, a concessão das progressões vertical e horizontal e titularidades, realização de concurso público e melhoria nas condições de trabalho em sala de aula.

O vereador afirmou que acompanhará de perto as negociações, como fez na reunião do prefeito. “Os professores pediram um estudo do impacto desse aumento de 3,75% na folha de pagamento”, destacou João, lembrando que a alegação de Roberto Naves é que o aumento não pode ser dado porque o limite prudencial com gasto de pessoal foi ultrapassado.

“Os maiores prejudicados [com a paralisação] são pais e alunos. Esperamos que o sindicato e o Executivo possam avançar na negociação. E que o prefeito faça a projeção que resguarde a correção do piso aos professores”, destacou João da Luz.

Social
O vereador voltou a repercutir audiência pública que realizou para tratar das condições de trabalho dos conselhos tutelares em Anápolis. Segundo João da Luz, as demandas levantadas no evento serão encaminhadas à secretária municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho, Emprego e Renda, Tânia Aparecida Alves.

Ele comentou ainda que pediu ao Executivo um levantamento das crianças em situação de risco atualmente e prometeu apresentar um projeto de lei que estabelecerá cotas para atendimento desses menores na rede de proteção social e na rede educacional, para que eles possam ter prioridade.

“Criança em situação de risco é aquela que vive numa família desestrutura, com pais viciados e outros problemas. É importante que ela receba uma atenção especial”, explicou João da Luz.