Jean Carlos critica suspensão do adicional de acompanhamento pago pelo INSS a aposentados acamados

por Marcos Vieira publicado 16/04/2019 11h30, última modificação 16/04/2019 11h31
Jean Carlos critica suspensão do adicional de acompanhamento pago pelo INSS a aposentados acamados

Jean Carlos critica suspensão do adicional de acompanhamento pago pelo INSS a aposentados acamados (Foto: Ismael Vieira)

O vereador Jean Carlos (PTB) criticou na tribuna, nesta segunda-feira (15.abr), a suspensão do adicional de acompanhamento para aposentados acamados, em decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), provocada pela Advocacia Geral da União (AGU).

“Reconhecemos a reforma previdenciária, mas as medidas que vão contra os menos privilegiados se mostram cada vez evidentes”, iniciou Jean Carlos.

O vereador explicou que o adicional é de 25% do valor da aposentadoria paga ao aposentado que necessita de acompanhante por questões de saúde. O adicional havia sido confirmado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo STF, através do ministro Dias Toffoli, mas após novo argumento da AGU, acabou suspenso.

“Causa-me estranheza. O menos favorecido que paga pelo chamado déficit previdenciário”, lamentou Jean Carlos. Ele fez um apelo aos parlamentares ligados aos ministros do governo federal, para que se corrija a injustiça. “Esse adicional não era um impacto negativo na previdência”, frisou o vereador.