Jakson diz que deputados federais de Anápolis precisam defender Farmácia Popular

por Marcos Vieira publicado 19/06/2017 11h51, última modificação 19/06/2017 11h51

O vereador Jakson Charles também falou sobre a Farmácia Popular do Brasil, em pronunciamento na tribuna nesta segunda-feira (19.jun). Segundo ele, a Secretaria Municipal de Saúde reconhece a importância do programa para a população de Anápolis e irá se empenhar para que ele continue em atividade.

Jakson comentou que por se tratar de um programa federal, é preciso que a cidade se articule e cobre de seus representantes em Brasília, sobretudo os deputados federais, uma pressão para que a Farmácia Popular não deixe de existir. “A secretária de Saúde, Luzia Cordeiro, já está coordenando reuniões para ir à Brasília, pedir para que o programa continue”, informou.

O vereador, que é líder do prefeito na Câmara Municipal, reforçou que o possível fim do programa não é um desejo de Roberto Naves (PTB), e que existe um esforço para que a Farmácia Popular continue cumprindo seu papel junto à população, sobretudo a mais carente.

Jakson falou ainda sobre as dificuldades em se fazer saúde pública em um município do porte de Anápolis, que é referência para as cidades vizinhas. Segundo ele, 40% da demanda da UPA e do Hospital Municipal são de pacientes vindos de fora. “Essas pessoas veem pelo complexo regulador, por isso o governo estadual precisa ter mais consciência e pensar em ajudar Anápolis na área”. O vereador comentou que alguns prefeitos investem apenas na aquisição de ambulâncias, para enviar seus pacientes para Anápolis.

Jakson falou também sobre investimentos na área. Disse que está em andamento a licitação para contratação de empresa que fará a ampliação do Cais Abadia Lopes, que desde que foi criado “apresenta problemas”. Também foi aberto certame para o complexo materno-infantil, que funcionará no Cais Mulher, juntamente com o plantão 24 horas da pediatria.

“Tem também o Cais Progresso, que hoje está uma vergonha, mas não vamos ficar falando aqui de culpa. Está sendo feita licitação para total reforma da unidade e com isso será buscada sua habilitação para que ela se transforme em UPA”, discursou Jakson Charles.

O vereador comparou a situação de Goiânia com Anápolis, afirmando que a Capital enfrenta problemas mais graves na saúde. Ele citou a falta de pediatras nas unidades goianienses, algo que não acontece em Anápolis.