Intérprete de Libras do Cemad é homenageada pela Câmara com Moção de Aplauso

por Orisvaldo Pires publicado 22/10/2019 14h00, última modificação 23/10/2019 13h31
Intérprete de Libras do Cemad é homenageada pela Câmara com Moção de Aplauso

Intérprete de Libras do Cemad é homenageada pela Câmara com Moção de Aplauso

O Centro Municipal de Atendimento à Diversidade ‘Maria Onilza Borges’, o Cemad do Bairro Maracanã, viveu uma tarde de festa nesta terça-feira (22.out). Cleonice Bicudo da Rocha Ferreira, professora da Linguagem Brasileira de Sinais, querida e respeitada pelos colegas educadores e alunos, recebeu Moção de Aplauso, conferida pela Câmara. A iniciativa é da vereadora Thaís Souza, motivada pela solicitação da jornalista Rebeca Romero, membro da Igreja Shalom. 

“Iniciamos aulas de interpretação de libras na Igreja. Falei com a Cleonice e ela disse que acompanhava surdos em atividades como busca de documentação na Prefeitura, hospitais, delegacias. Vimos o trabalho lindo e que não pouco visto pela sociedade. A vereadora Thaís Souza abriu as portas do seu  gabinete, propôs a moção e a Câmara aprovou. Esses profissionais ajudam os surdos na sociedade. Um trabalho maravilhoso, que precisa ser mostrado”, explicou Rebeca Romero. 

A professora Cleonice Ferreira foi pega de surpresa. Não esperava a homenagem neste dia e muito menos nessa hora. A cerimônia aconteceu no pátio do Cemad, no horário de intervalo, tudo organizado com o apoio professora Valdiléia Prado Resende, diretora da unidade. “É uma alegria participar desse momento, ver o Legislativo anapolino homenagear a Cleonice. É voluntária na causa pelo surdo. Fica o convite para eu mais pessoas assumam essa causa do voluntariado, fazer inclusão por amor”, disse a diretora. 

Cleonice Bicudo da Rocha Ferreira é graduada em Pedagogia pela UEG, especialista em Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão Escola pela Universidade de Brasília, e especialista em atendimento educacional especializado pela Universidade Federal do Ceará. É também graduada em Artes Visuais, pela UFG, e especializada em Psicopedagogia pela Faculdade João Calvino. Foi professora na Faculdade Anhanguera e, como tutora e intérprete, trabalhou na Universidade Federal do Ceará, na UFG e na Faculdade Anhanguera. 

O sentimento em ter seu trabalho reconhecido, disse Cleonice, é de gratidão, por trabalhar com uma temática que, em sua avaliação, é pouco valorizada. “Trabalhar com inclusão de surdos traz desafios e nem sempre as pessoas estão dispostas a ajudar”, revelou. Segundo ela, receber a Moção de Aplauso faz diferença em sua caminhada como “profissional, cidadã, mãe, esposa, serva de Deus”. Disse que sempre quer atuar para ajudar as pessoas, “mostra que existe uma língua que é funcional, que faz parte de um grupo de pessoas que precisa utilizar essa língua”. 

A vereadora Thaís Souza revelou que a história e o desprendimento da professora são fatores que valorizam a homenagem que agora recebe da Câmara. “É uma honra representar o Poder Legislativo nesta homenagem, conhecer de perto a Cleonice, que presta grande serviço. É uma missão, uma doação. Trabalhar com Inclusão não é fácil e ainda é pequeno o reconhecimento da sociedade. Hoje, em nome da Câmara, estamos aqui para reconhecer esse trabalho”, concluiu. 

CEMAD
O Cemad foi inaugurado no dia 31 de julho de 1996, na gestão do prefeito Wolney Martins. É ligado à Secretaria Municipal de Educação. Atualmente tem 384 alunos matriculados, crianças, adolescentes e adultos, com deficiência ou transtornos leves. Deles, 68 são surdos. Também atende a cegos, autistas, pessoas com paralisia cerebral, entre outros. Oferece assistência nas áreas da psicomotricidade, atendimento pedagógico, libras, braile, orientação e mobilidade para cegos. Uma ação inclusiva, humana e que assiste o aluno e a família.

registrado em: ,