Iniciativa de Lisieux Borges, Câmara outorga título de cidadania ao historiador Jairo Alves Leite, com presença de vereadores e representantes da cultura

por Orisvaldo Pires publicado 06/06/2017 20h45, última modificação 07/06/2017 19h42
Iniciativa de Lisieux Borges, Câmara outorga título de cidadania ao historiador Jairo Alves Leite, com presença de vereadores e representantes da cultura

Iniciativa de Lisieux Borges, Câmara outorga título de cidadania ao historiador Jairo Alves Leite, com presença de vereadores e representantes da cultura

O historiador Jairo Alves Leite foi homenageado pela Câmara Municipal de Anápolis, por iniciativa do vereador Lisieux José Borges (PT) com apoio unânime dos demais vereadores, com o título de Cidadão Anapolino, na noite desta terça-feira (6), em sessão solene marcada pela emoção e pelo reconhecimento dos anapolinos a alguém que muito colaborou com o fortalecimento da cultura local. O presidente da Câmara e da sessão especial, vereador Amilton Filho (SD), manifestou sua admiração pelo que Jairo Alves Leite representa para a cultura anapolina. “Sua competência, conhecimento e dedicação à cultura honra esta cidade, o torna merecedor ao extremo em receber o título de cidadania”, concluiu.

O propositor da homenagem, vereador Lisieux José Borges (PT), lembrou a trajetória de Jairo Alves Leite, desde a infância em Jaraguá aos dias atuais, sempre com os olhos voltados à cultura. “É uma honra para a Câmara de Anápolis, os vereadores e para mim pessoalmente, outorgar esta honraria a este grande homem”, disse. Lisieux citou alguns projetos seus, de cunho cultural, que de alguma forma retrataram ações executadas por Jairo Alves. “Foi a persistência dele que ajudou a resgatar a Estação Ferroviária na Praça Americano do Brasil, patrimônio histórico de grande importância para a cultura do nosso povo”, disse.

O vereador Mauro José Severiano (PSDB) disse que o reconhecimento do Legislativo é histórico, ao homenagear um homem que ele classificou de “um político sem mandato”. Mauro lembrou que como legislador ainda não concedeu título de cidadania, mas fez questão de prestigiar a homenagem a Jairo Alves Leite. O vereador Domingos Paula (PV), disse que o presente e o futuro de uma cidade tem como referência sua história, seu passado, “por isso este título é uma demonstração de carinho da cidade a este filho tão ilustre”.

O secretário municipal de Cultura, Erivelson Borges, agradeceu Jairo Alves Leite pelo trabalho que presta ao povo de Anápolis como servidor público do município. Segundo ele, todos os projetos culturais realizados na cidade, de uma forma ou de outra passa pelo trabalho do homenageado. O pároco da Catedral do Bom Jesus, padre Eli Ferreira Gomes, disse que Jairo Alves, como historiador, tem memória “fabulosa, impressionante”. Segundo ele, a história é a oportunidade de dar às pessoas que fazem, a honra devida, “em nome da Igreja Católica também faço este agradecimento, pela colaboração que o Jairo Alves deu para que conhecêssemos melhora a história da Diocese de Anápolis”.

Antes do pronunciamento do novo cidadão anapolino, os filhos de Jairo Alves Leite e Cinara Itagiba, prestaram homenagem em nome da família. João Francisco, Ana Clara e Arthur falaram da persistência para descrever a história do pai. Contaram de forma resumida a história de Jairo Alves Leite. Um fato interessante e marcante, contado por eles, é que Jairo foi concebido mesmo depois de sua mãe ter se submetido a um procedimento clínico para não mais engravidar. Segundo eles, o primeiro milagre na vida deste jaraguense que vive em Anápolis desde 1980.

Joel Alves, irmão de Jairo Alves, fez um depoimento emocionado. “É um momento inexplicável, quando vemos Anápolis reconhecer o trabalho e a luta do Jairo (Alves Leite), meu irmão mais novo. Tudo o que ele faz ele coloca um pouco mais de perfeição. Tem uma família linda, que admiro muito. Só tenho a agradecê-lo, neste momento em que Anápolis reconhece seu trabalho”. A sessão solene teve ainda a presença dos vereadores Lélio Alvarenga (PSC) e Fernando Paiva (PTN), do historiador, Daniel Alves Rezende; a diretora da Faculdade Católica de Anápolis, Adriana Vilela; os irmãos Joel e Joabe, e sua mãe, dona Ozana Alves Leite.

Emocionado, Jairo Alves Leite agradeceu ao vereador Lisieux José Borges, pela iniciativa da honraria, assim como os demais vereadores e à Câmara Municipal de Anápolis pelo reconhecimento ao seu trabalho. Em seguida, falou de suas atividades, nos âmbitos privado e público, e lutas para auxiliar no projeto de consolidação cultural de Anápolis. Destacou a criação do Museu dos Imigrantes Jan Magalinsk e o resgate da Estação Ferroviária de Anápolis ‘Prefeito José Fernandes Valente’. Ao final, Jairo Alves fez homenagem ‘in memoriam’ a seu pai, Francisco Leite da Silva.