Inaugurado sistema de transposição do Capivari para Piancó, obra cobrada pela Câmara Municipal de Anápolis como essencial para os anapolinos

por Orisvaldo Pires publicado 19/02/2018 16h10, última modificação 19/02/2018 16h09
Inaugurado sistema de transposição do Capivari para Piancó, obra cobrada pela Câmara Municipal de Anápolis como essencial para os anapolinos

Inaugurado sistema de transposição do Capivari para Piancó, obra cobrada pela Câmara Municipal de Anápolis como essencial para os anapolinos

Um dos projetos mais debatidos e cobrados pelos vereadores da Câmara Municipal de Anápolis nos últimos anos tornou-se realidade nesta segunda-feira (19.fev), com a inauguração do sistema de transposição de água do Córrego Capivari para o Ribeirão Piancó. A estrutura está localizada às margens da BR 414, cerca de 20 quilômetros da cidade. A estação é fruto de investimento da ordem de R$ 6,3 milhões, recursos próprios da Saneago. Os vereadores trataram deste assunto em debates nas sessões ordinárias da Casa e também em reuniões realizadas em Anápolis, Goiânia e Brasília, além de audiências públicas marcadas pela forte presença popular, assim como discussões acirradas em defesa do projeto para suprir a falta de água em época de seca. 

A Câmara Municipal de Anápolis foi representada pelo presidente, Amilton Filho (SD), acompanhado dos vereadores Leandro Ribeiro e Jean Carlos Ribeiro (PTB), Deusmar Japão (PSL), Pastor Elias Ferreira (PSDB) e Lélio Alvarenga (PSC). A inauguração teve a presença do governador Marconi Perillo (PSDB), o vice-governador José Éliton (PSDB), ministro das Cidades, Alexandre Baldy; presidente da Saneago, Jalles Fontoura de Siqueira; presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Magalhães Occhi; o prefeito Roberto Naves (PTB), vice-prefeito Márcio Cândido (PSD), deputado estadual Carlos Antônio (PSDB), além de outros secretários estaduais e municipais, funcionários da Saneago e imprensa. 

O presidente do Legislativo, Amilton Filho, lembrou da participação efetiva da Câmara Municipal de Anápolis para a concretização deste projeto, trazendo para si a responsabilidade de conduzir o debate, fiscalizar o andamento das ações, além de cobrar da Saneago e do Governo do Estado celeridade para a conclusão das obras. “Sabemos da importância da estação de transposição, que vai garantir aos cidadãos anapolinos que não enfrentem a dificuldade da falta de água tratada na época da seca. E este projeto se torna realidade, na soma dos esforços de todos os segmentos envolvidos, entre eles a Prefeitura Municipal e o Pode Legislativo anapolino”, disse Amilton Filho.   

O 1º secretário, Leandro Ribeiro, destacou que o sistema de transposição vai disponibilizar uma vazão extra de 170 litros por segundo. Segundo ele, é necessário continuar o trabalho de acompanhamento e cobrança do Poder Legislativo para que mais investimentos como este cheguem aos anapolinos. O vereador Lélio Alvarenga enfatizou a necessidade de que a Câmara Municipal de Anápolis tenha sua participação reconhecida no processo que culminou com a inauguração do sistema de transposição. 

O vereador Pastor Elias Ferreira disse que “a obra é esperada por todos os anapolinos”. Para Jean Carlos Ribeiro ressaltou que o período de seca a ser enfrentado neste ano de 2018 será a prova de fogo para comprovar a eficácia do sistema de transposição, “e, isto ocorrendo, veremos que os recursos financeiros terão sido bem investidos”. O petebista destacou também a participação da Câmara Municipal de Anápolis entre os diversos segmentos que concorreram para a execução do projeto. O vereador Deusmar Japão lembrou que garantir o abastecimento de água na cidade no período da estiagem vai beneficiar diretamente as pessoas mais carentes, que moram em bairros mais afastados do centro da cidade. 

As demais autoridades que participaram da inauguração evidenciaram a importância social do sistema de transposição. O vice-governador José Éliton disse que a obra inicia um “ciclo virtuoso” de entrega de outros empreendimentos à cidade. O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, ressaltou que o Governo Federal tem destinado “volumosos recursos” para obras de saneamento básico em Goiás. O prefeito Roberto Naves iniciou seu discurso agradecendo os trabalhadores da Saneago, pelo empenho profissional na execução das obras do sistema de transposição, e à Câmara Municipal de Anápolis, pela parceria institucional mantida com o Executivo local e a participação efetiva nos debates sobre o projeto. 

 

AMPLIAÇÃO AUTORIZADA
A próxima etapa será a construção de uma captação definitiva no Córrego Capivari, com previsão de vazão de 600 litros de água por segundo. Esta obra faz parte do projeto de ampliação do Sistema de Abastecimento de Água de Anápolis, com recursos da Saneago e do Governo Federal, da ordem de R$ 114,62 milhões. O próprio ministro das Cidades, Alexandre Baldy, autorizou o início do processo para as obras, na manhã desta segunda-feira. 

Do investimento total, R$ 103,16 milhões são do Ministério das Cidades e R$ 11,46 milhões da contrapartida da Saneago. “Não faltará recursos para que nós possamos trabalhar e para que essa obra esteja pronta o mais rápido possível. Gerando emprego, promovendo renda e fundamentalmente levando água à torneira daqueles que agonizavam quando não tinham nenhuma gota”, disse Alexandre Baldy. 

O projeto das obras de ampliação inclui a construção de quatro Estações Elevatórias de Água; uma Estação de Tratamento de Água; implantação de 160 metros de Adutoras de Água Tratada e três Reservatórios; além da instalação Redes de Distribuição de Água e Ligações Prediais de Água.