Gomide pede manutenção e ampliação de programas sociais

por Marcos Vieira publicado 13/02/2017 12h27, última modificação 13/02/2017 12h27
Gomide pede manutenção e ampliação de programas sociais

Gomide pede manutenção e ampliação de programas sociais

O vereador Antônio Gomide (PT) também lamentou, ao usar a tribuna na sessão ordinária desta segunda-feira (13), a escalada da violência em Anápolis e frisou que a educação precisa ser o ponto inicial para mudar a realidade das futuras gerações, ajudando a reduzir a criminalidade.

Nesse sentido, Gomide afirmou que entende que projetos sociais e de inclusão dos jovens precisam ser ampliados pela atual gestão municipal. O vereador falou do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), que segundo ele fechou o ano de 2016 com 26 equipes na cidade.

“[Os Petis] são extremamente importantes, pois dão abrigo, alimentação e entretenimento, e fazem contraturno em 26 bairros diferentes. É uma grande rede de proteção de nossas crianças”, comentou Gomide, afirmando que Anápolis tinha ao final do ano passado, 3,2 mil crianças atendidas pelo programa.

Segundo o vereador do PT, esse trabalho precisa ter continuidade e não pode ser diminuído sob pretexto de corte econômico. “Essa ponta precisa ser preservada e ampliada. Não tenho dúvida que tem condições de ser ampliado”, salientou.

Gomide também falou do Esporte para Todos, que para ele não pode ser reduzido em "hipótese alguma". “Não se economiza na criança e no jovem, pois esse tipo de investimento que diminui a violência”. O vereador disse ainda que visitou um professor de judô, que lhe comunicou que o programa passaria a cobrar uma taxa de R$ 50 das crianças, o que lhe deixou preocupado.

“Não podemos em nome de um corte econômico, priorizar esse tipo de situação. Não podemos cortar no social”, falou Gomide, que disse ainda que não tem dúvida que no planejamento feito pelo novo governo, será mantido o que está dando certo.