Deputado Amilton Filho, na Câmara, presta contas de seu mandato e de ações em favor de Anápolis

por Orisvaldo Pires publicado 18/05/2020 17h41, última modificação 18/05/2020 17h41
Deputado Amilton Filho, na Câmara, presta contas de seu mandato e de ações em favor de Anápolis

Deputado Amilton Filho, na Câmara, presta contas de seu mandato e de ações em favor de Anápolis

O deputado estadual Amilton Filho (SD), convidado pela Câmara fez exposição na tribuna, na sessão ordinária desta segunda-feira (18.mai), sobre as ações de seu mandato e os projetos em favor do município de Anápolis. Entre outras questões falou sobre a destinação de emendas pessoais em valor aproximado a R$ 2 milhões, e a execução de obras de reformas e construção de escolas estaduais em Anápolis.

O parlamentar falou também de seu trabalho junto ao Governo de Goiás, com apoio de vários segmentos da sociedade, que resultam na liberação de mais 87 alqueiras para instalação de indústrias no Distrito Agroindustrial de Anápolis. Manifestou-se “radicalmente contra” projeto do deputado estadual Alysson Lima (SD), que inclui Anápolis na região metropolitana de Goiânia.

Amilton Filho, inicialmente, reconheceu o trabalho da Câmara de Anápolis “que faz seu papel de forma correta, encaminhando cobranças e esperando as ações assertivas do Governo do Estado em prol da cidade”. Segundo ele seu mandato está à disposição da Câmara, “que é a legítima representante do povo”.

Sobre as emendas individuais que destinou à Anápolis, relacionou R$ 150 mil para a Santa Casa de Misericórdia, R$ 1 milhão para a Prefeitura, R$ 40 mil para Casa Joana, R$ 40 mil para o Hospital Materno-Infantil, R$ 100 mil para Maternidade Dr. Adalberto Pereira, R$ 100 mil para a Associação Irmã Dorcas, R$ 100 mil para Associação Vida Nova, R$ 150 mil    para Colégio Zeca Batista, entre outros.

Na área da Educação, explica Amilton Filho, grande parte de suas ações fazem parte de solicitações encaminhadas pela Câmara de Anápolis. Segundo ele estão em andamento obras de revitalização do Colégio Estadual Plínio Jaime, no bairro Recanto do Sol. E obras de ampliação na Escola Castelo Branco, na Vila São Vicente (Igrejinha). E ampliação de duas salas na Escola Lions Melchior.

O deputado anapolino falou ainda sobre o início das obras no Colégio Estadual Salvador Santos, no Calixtópolis 2ª Etapa. Sobre o Colégio General Curado, disse que a obra foi relicitada (a empresa vencedora declinou da primeira licitação). Segundo ele, o prefeito Roberto Naves (Progressistas) é parceiro no trabalho de liberação de áreas para construção de colégios para atender bairros como Leblon, Ildefonso Limírio, Alfredo Abraão, e bairros do setor norte depois da Vila Jaiara. Amilton Filho lembrou ainda de obras no Conjunto Filostro Machado, para construção da sede do Colégio Estadual Vinícius de Morais. 

DAIA
Entre as principais ações de seu mandato relacionadas ao Distrito Agroindustrial de Anápolis, disse Amilton Filho, está a gestão junto ao Governo do Estado, que culmina com a destinação de 87 alqueires da área da Plataforma Logística Multimodal para ser assimilada pelo Daia. “Sei que esta é uma luta da Câmara de Anápolis, que defende o fortalecimento daquele distrito industrial. A área já tem a maior parte da estrutura, falta apenas a água e o esgoto, cujo projeto já está pronto. Há o compromisso da Companhia de Desenvolvimento de Goiás (Codego) de, ainda este ano, realizar o chamamento público para habilitar as empresas que querem se instalar no local”, revelou o parlamentar.

Segundo ele também é realizado serviço para conclusão das obras do anel viário do Daia, “uma novela, tema já discutido pela Câmara de Anápolis”. Amilton Filho lembra que, depois da constatação de falhas no projeto que inviabilizaram a licitação realizada em dezembro de 2019, foi realizado novo processo licitatório, em 14 de maio de 2020, “o Governo está trabalhando na conclusão”.

Ainda no Daia o deputado ressalta a realização de serviços de tapa-buraco, pavimentação asfáltica e instalação de pontos de ônibus coletivo. Lembrou que, na semana anterior, a Codego assinou contrato para instalação de cinco novas indústrias no Daia. 

VEREADORES
Após seu pronunciamento inicial o deputado estadual Amilton Filho respondeu a perguntas de vereadores. 

Teles Júnior – Como está a destinação do Centro de Convenções?
Thaís Souza – Que rumo será tomado em relação ao Centro de Convenções?
AMILTON – Tive reunião com responsável pelo projeto, na Subsecretaria de Ciência e Tecnologia, ligada à Secretara de Desenvolvimento Econômico (SEDE). O responsável disse que está com o Edital pronto para lançar a entrega do Centro de Convenções a uma empresa. E que tem um  modelo diferente, que engloba tecnologia, um conceito novo que daria mais funcionalidade ao espaço. O compromisso é que esta providência seja tomada ainda neste primeiro semestre. 

Wederson Lopes – Como está definição de área para construção de escola estadual na região dos bairros Morada Nova e Jardim Itália? E apoio para fortalecer a fiscalização e não permitir loteamentos no entorno de Anápolis.
AMILTON – A área para a construção da escola deve ser mesmo na região do Morada Nova, de acordo com o planejamento da prefeitura. Já olhamos a área. 

João da Luz – Reconheceu o trabalho do deputado Amilton Filho para obras e ações na região do Daia, fruto de suas interferências junto ao Governo e à Codego.

Pastor Elias – Historiou o trabalho que desenvolveu no caso da regularização da área do Setor Daiana, na divisa entre Anápolis e os municípios de Silvânia e Gameleira. E pediu intervenção junto aos demais deputados quanto projeto de lei que prevê redução de gastos com os Colégios Militares.
João Feitosa – Disse que 90% dos moradores do Setor Daiana fazem tudo o que precisam em Anápolis. São eleitores deste município.
Domingos Paula – Buscou informações sobre o andamento do processo para transferência da área do Setor Daiana para o município de Anápolis.
AMILTON – O primeiro passo deve ser dado pelas Câmaras Municipais de Silvânia e Gameleira, para autorizar a transferência da área para Anápolis. Sabemos que seus representantes sempre demonstram boa vontade, mas as coisas não acontecem. O prefeito Roberto Naves é favorável. Porém, vejo como importante que a Câmara de Anápolis tome a iniciativa de se antecipar, criar uma lei autorizando essa transferência. Assim a pressão política passa para as autoridades de Silvânia e Gameleira. Tive conversa com prefeito de Silvânia, que informou que só aceita transferir a área específica onde está o Setor Daiana I. 

Sargento Anderson – Pede apoio para manutenção das gratificações dos servidores dos colégios militares de Anápolis. Solicita ainda ajuda para projeto de sua autoria, que prevê instalação do Clube dos Servidores da Segurança em Anápolis.
AMILTON – Em dezembro foi aprovada lei do Governo Estadual, redefinindo critérios para a convocação de militares da reserva para trabalhar nos colégios militares.  Tratou de estratégia para garantir a ampliação das contratações. 

Professora Geli – Pede apoio para instalação da Clínica Escola Autista, lei já aprovada pela Câmara de Anápolis, no Colégio Zeca Batista. E que interceda junto à Secretaria Estadual de Cultura para que dê apoio a artistas e produtores culturais de Anápolis.
AMILTON – Dedicamos uma emenda de R$ 120 mil para o projeto Refazer, do Colégio Zeca Batista. Recursos podem ser usados para instalação de piscina, centro de convivência, brinquedos, entre outros. E encaminhamos emenda de R$ 120 mil para a entidade Casa Joana. Sobre a questão da Cultura, vamos encaminhar. 

Lélio Alvarenga – Cobrou intervenção para resolver problema do Centro de Convenções de Anápolis. E solicitou ação para que o subsídio do óleo diesel que existe em Goiânia seja estendido para Anápolis.
AMILTON – Sou defensor do sistema público de transporte coletivo de Anápolis. Falei na Assembleia Legislativa que o Governo do Estado anunciou o pagamento antecipado do passe livre, que será utilizado em novembro. Poderia fazer o mesmo, proporcionalmente, em Anápolis. No caso do óleo, há uma lei estadual que prevê isenção. Não foi regulamentada ainda a questão. Já discutimos o assunto com as partes interessadas, não avançamos muito ainda. Vamos acelerar o processo. 

Alfredo Landim – Pediu construção de escola estadual para beneficiar região do Bairro Paraíso e do Vivian Parque. Serão beneficiados pelo menos 11 bairros.
AMILTON – Sabemos da importância e necessidade desta obra. Temos que começar do zero. Este projeto não está no radar do Estado. Tem que fazer estudo de rede para saber ode há deficiência, necessidade. E apresentar a ideia de uma área.   

Américo – Pede construção de escola na região da Vila Jaiara, que beneficiaria bairros como Dom Felipe, Escala, Jandaia, Dom Emanoel, Nova Vila, Aldeia dos Sonhos, Guanabara, Ana Carolina, entre outros.
AMILTON – Há uma grande evasão escolar, já que os alunos têm que sair de suas regiões e ir para outros colégios. Nessa região tem uma área definida. Mas é preciso compatibilizar o interesse de projetos entre o Município e o Estado. 

Domingos Paula – Reconheceu a estratégica situação do mandato do deputado Amilton Filho, que é próximo ao governador e também do prefeito de Anápolis. Segundo ele, assim tem mais facilidades para buscar a solução das demandas. Dos três deputados a bancada anapolina, é o único que tem proximidade com o governador e com o prefeito.
AMILTON – Essa parceria é importante para defendermos os interesses da cidade de Anápolis. 

Valdete Fernandes (teletrabralho) –  Cumprimenta o deputado pelo trabalho de construção da Escola Salvador Lemos, no Polocentro.
AMILTON – O vereador Valdete Fernandes é um lutador por este projeto. O Colégio Salvador Santos é uma realidade. 

Leandro Ribeiro – Citou a importância da população eleger representantes da cidade para a Assembleia Legislativa e Câmara Federal. Lembrou que a última escola estadual construía em Anápolis foi a Onofre Quinan, há 20 anos. Agora a luta é para trazer outras, além de viabilizar obras como o Anel Viário do Daia e a implantação de novas indústrias no Daia. Segundo ele, das cinco indústrias anunciadas na semana passada, duas foram de sua iniciativa quando ocupou a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico. Também citou a importância de liberar o Centro de Convenções para uso da sociedade anapolina.
AMILTON – Quando o senhor (Leandro Ribeiro) foi secretário levantou essa bandeira importante. O prefeito Roberto Naves também defende a cessão de área da Plataforma Logística para a Codego. Hoje há um desejo convergente sobre isso. O governo anterior não tinha esse interesse.

(Foto: Ismael Vieira / Diretoria de Comunicação)