Comissão de saúde cobra respostas da Secretaria Estadual de Saúde

por Rubens Junior publicado 04/10/2019 10h05, última modificação 04/10/2019 10h05
Comissão de saúde cobra respostas da Secretaria Estadual de Saúde

Comissão de Saúde na Secretaria Estadual de Saúde

A Comissão de Saúde da Câmara Municipal, formada pela presidente da comissão, vereadora Elinner Rosa(MDB), vereador Lélio Alvarenga (PSC), João da Luz (PODEMOS), Deusmar Japão (PSL) e Pastor Elias Ferreira (PSDB), se reuniu, nessa quinta-feira (03 out.), com assessores técnicos da Secretaria Estadual de Saúde, afim de apresentarem demandas.

A reunião ocorrida na sede da Secretaria, foi realizada com o intuito de apresentar os vários pontos importantes levantados pelos vereadores na tribuna ou nas comissões temáticas sobre a saúde. Em lista, a vereadora Elinner Rosa (MDB) elencou as questões mais emergentes da saúde no município, regida pelo Estado ou por instituições conveniadas.

A comissão ressaltou questões referentes aos repasses para a Santa Casa, a complementação das verbas para as UTIs em convênios de unidades hospitalares prestadoras de serviço, sobre o Hospital de Urgências Dr. Henrique Santillo também cobram informações sobre o serviço oferecido de forma pactuada.

Para Elinner Rosa, muitas vezes os pacientes não conhecem o procedimento do serviço pactuado, aguardam uma resposta que não vem a tempo do atendimento, sofrendo graves consequências, “precisamos de respostas fundamentadas para essa questão”, defende.

O vereador Lélio Alvarenga (PSC) apresentou pedido para que sejam esclarecidas as formas de atendimento pela OS que fará a gestão do Hospital de Urgências, também questionou se será utilizada toda a estrutura já construída no HUANA, após a ampliação da unidade, que ainda não está em funcionamento.

Casos de pacientes, que não puderam ser atendidos na Santa Casa de Misericórdia de Anápolis, também foram apresentados pelo vereador pastor Elias Ferreira (PSBD). O vereador pediu mais atenção aos repasses da Secretaria Estadual de Saúde, que não sejam feitos em atraso, já que são recursos muito importantes para a saúde financeira da instituição.

O Assessor Técnico Especial da Secretaria de saúde, Fernando Jesus, tomou nota atentamente das requisições e questionamentos dos vereadores, cuja ação será primeiramente de conhecer todas pontuações a fundo, para que, em seguida, seja dada uma resposta definitiva e segura à Comissão, garantiu que seu trabalho incialmente será fazer o levantamento de todas as respostas jurídico-administrativas para as pontuações.

Fernando Jesus informou que, a intenção do Estado é formalizar um plano de pactuação capaz de dar transparência a todos os serviços oferecidos na área da saúde, com o conhecimento imediato dos serviços de fiscalização estatal, bem como da Curadoria da Saúde do Ministério Público, “precisamos conhecer a realidade da saúde no estado e dar transparência ao processo”, frisou.

Evandro Ferreira, assessor de relações institucionais da Secretaria Estadual de Saúde, afirmou que os repasses do estado estão em dia com a Santa Casa de Misericórdia, anunciando que, para este mês, o repasse já será no valor de seiscentos mil reais, como garantido no contrato assinado entre o Estado e a Santa Casa.

Ficou agendado novo encontro com o Secretário da Saúde Estadual, Ismael Alexandrino Júnior, para o dia 16 de outubro, momento em que serão dadas as respostas aos questionamentos apresentados.