Comissão de Finanças libera sete projetos para votação em plenário

por Marcos Vieira publicado 30/05/2019 11h29, última modificação 30/05/2019 11h29
Comissão de Finanças libera sete projetos para votação em plenário

Vereadores em reunião na manhã desta quinta-feira, dia 30.05 (Foto: Ismael Vieira)

A Comissão de Finanças, Orçamento e Economia (CFOE) liberou sete projetos para a Mesa Diretora em reunião realizada nesta quinta-feira (30.mai). Com isso, as matérias podem ser colocadas para apreciação em plenário a partir da próxima sessão ordinária.

Presidida pelo vereador Pedro Mariano (PRP), a CFOE teve as presenças de Elinner Rosa (MDB), Teles Júnior (PMN), Domingos Paula (PV), Lélio Alvarenga (PSC), Lisieux José Borges (PT), Américo (PSDB) e Wederson Lopes (PSC).

Projeto dos vereadores João da Luz (PHS) e Professora Geli (PT), que cria o certificado de participação familiar na vida escolar dos alunos, batizado de Professora Hermogênia Eleutério de Oliveira, teve o parecer do relator Teles Júnior aprovado na CFOE.

A relatora Elinner Rosa deu parecer favorável à propositura do vereador Pastor Elias, que institui o Dia Municipal da Oração – ela foi acompanhada pelos demais membros da comissão.

Projeto do ex-vereador Amilton Filho (SD), que torna de utilidade pública a Associação de Moradores do Residencial Girassol, teve relatório favorável de Domingos Paula, aprovado pela CFOE e também enviado à Mesa Diretora.

O vereador Lélio Alvarenga (PSC) relatou dois projetos, também aprovados pela comissão. O primeiro, da vereadora Elinner, dispõe sobre a limitação do uso de sacos e sacolas plásticas nos estabelecimentos comerciais de Anápolis. Outro, também de autoria da vereadora emedebista, torna obrigatório mecanismo sonoro de orientação para deficientes visuais em semáforos.

Projeto de lei que dispõe sobre a criação da Semana Municipal de Proteção Animal foi relatado pelo vereador Lisieux, com parecer favorável, acompanhado pela CFOE. Também foi aprovado o parecer do vereador Américo à propositura da vereadora Elinner que dispõe sobre a limitação gradativa do uso de canudos e copos descartáveis que não sejam fabricados em material biodegradável e reciclável nos estabelecimentos comerciais de Anápolis.

A CFOE distribuiu para relatoria do vereador Wederson o projeto da vereadora Professora Geli que autoriza o prefeito a criar cargo de psicólogo escolar educacional.