Certificado Dom Manoel Pestana Filho, instituído pela Câmara por iniciativa de Jakson Charles, é conferido a seis pessoas que trabalham pela vida e a família

por Camila Virgínia publicado 09/10/2017 16h49, última modificação 09/10/2017 16h49
Certificado Dom Manoel Pestana Filho, instituído pela Câmara por iniciativa de Jakson Charles, é conferido a seis pessoas que trabalham pela vida e a família

Certificado Dom Manoel Pestana Filho, instituído pela Câmara por iniciativa de Jakson Charles, é conferido a seis pessoas que trabalham pela vida e a família

Seis personalidades que em suas ações defendem a vida e a família foram homenageadas durante sessão solene realizada na noite de quinta-feira (05.out). O evento, marcado por reverência, emoção e gratidão, foi realizado no plenário da Casa de Leis. Os homenageados receberam o Certificado Dom Manoel Pestana Filho, bispo da Diocese de Anápolis falecido em janeiro de 2011, referência na luta em defesa da vida e da família em Anápolis. A honraria foi criada pelo Decreto Legislativo Nº 680, de 23.11.15, numa iniciativa do vereador Jakson Charles (PSB), com apoio unânime de todos os demais vereadores.

A iniciativa partiu do vereador Jakson Charles (PSB) autor do decreto de Leis nº680/2015 que dispõe sobre a criação de uma comissão composta por cinco membros, para indicar personalidades para serem homenageadas anualmente durante a semana Nacional da Vida e o dia do Nascituro. Uma comissão composta de representantes da Diocese de Anápolis, Câmara Municipal de Anápolis, Conselho de Pastores, Movimento Pró Vida e Prefeitura de Anápolis, indicou os seis nomes a serem homenageados.


Foram homenageados o juiz de Direito e presidente de honra da Cruzada pela Dignidade, Carlos José Limongi Sterse; a ex-diretora do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, e do NACRI, irmã Iosita Freitas Campos; o médico cirurgião pediátrico, Olegário Indemburgo da Silva Rocha Vidal; o presidente do Movimento Pró Vida, padre Luiz Carlos Lódi da Cruz; a ex-coordenadora do Instituto Nossa Senhora do Carmo, professora Almira Rodrigues Resende; e o fundador e presidente da Missão Vida, reverendo Wildo Gomes dos Anjos.
A entrega do certificado, propositalmente, acontece na Semana Nacional da Vida, celebrada de 1º a 7 de outubro, e que antecede o Dia do Nascituro, comemorado em 8 de outubro, promovidos pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O nascituro é um bebê que ainda não veio à luz, mas é uma vida no ventre da mãe, desde a concepção. “É a primeira vez que conferimos o Certificado Dom Manoel Pestana Filho, nome escolhido com perfeição para representar quem defende a vida”, disse o presidente da Câmara, Amilton Filho (SD).


Para o vereador Jakson Charles, propositor da honraria, disse que é motivo de alegria apresentar o projeto de Decreto Legislativo que criou o Certificado Dom Manoel Pestana Filho para homenagear pessoas que de alguma forma lutam pela vida. “Essa Sessão Solene é em defesa da família, em defesa da vida. Carrego o sentimento de dever cumprido por estar aqui honrando os interesses da família nessa Casa e assim cumprir com o papel de legislador”, disse o parlamentar.


O presidente e fundador da Missão Vida, Pastor Wildo Gomes dos Anjos, externou a alegria em receber a homenagem principalmente por se tratar de Anápolis. “A Missão Vida nasceu em Anápolis, temos recebido muitos prêmios nacionais e internacionais, mas receber essa honraria aqui onde eu me criei e onde meu trabalho foi iniciado é sem dúvida um privilégio ainda maior. O que a Missão Vida tem feito ao longo desses 34 anos de existência nada mais é que estabelecer a vontade de Deus no cuidado dos mendigos, das crianças em situação de risco. Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam ao Senhor”, concluiu.


O padre Carlos Luiz Carlos Lódi da Cruz citou um versículo bíblico em menção a satisfação de receber a homenagem. “Minha alma engrandece ao Senhor, faço igual a Nossa Senhora, ela recebeu o elogio de Izabel e transferiu os louvores a Deus. Esse é um movimento em defesa da vida intrauterina, da dignidade da vida humana desde a sua concepção até sua morte natural. Meu desejo é que esteja bem longe dos projetos de lei qualquer coisa relativa ao aborto, a eutanásia ou quaisquer outros atentados à vida e a família”, finalizou.


O juiz Carlos Limongi lembrou que conviveu com Dom Manoel por mais de dez anos, “ele deixou um legado, uma história, que aqui é honrada e perpetuada por esta homenagem”.

O presidente do Conselho de Pastores de Anápolis, Leordino Lopes de Carvalho Júnior, lembrou de sua convivência com Dom Manoel Pestana Filho e da convivência fraterna com o atual bispo Dom João Wilk.

O vereador Lélio Alvarenga (PSC) disse que se sente honrado de ter partilhado da sabedoria de Dom Manoel.

Também participaram da sessão solene os vereadores Pedro Mariano (PRP) e Domingos Paula (PV), e o assessor de Ações Governamentais, Luiz Henrique Santos, que representou o prefeito Roberto Naves.