CCJR nomeia relator para o Projeto do Executivo referente a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2019

por Fernanda Morais publicado 19/04/2018 11h05, última modificação 20/04/2018 10h53
CCJR nomeia relator para o Projeto do Executivo referente a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2019

CCJR nomeia relator para o Projeto do Executivo referente a Lei de diretrizes Orçamentárias de 2019

O vereador Jean Carlos (PTB), presidente da Comissão de Constituição Justiça e Redação (CCJR) da Câmara Municipal, será o relator do projeto de lei do prefeito Roberto Naves (PTB) que institui a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que dispõe sobre as diretrizes gerais para elaboração da Lei Orçamentária de 2019.

A matéria estava na reunião da CCJR realizada na manhã desta quinta-feira (19.abr), presidida por Jean Carlos com as presenças dos vereadores Pastor Wilmar Silvestre (PSC), Américo Ferreira (PSDB), Lisieux José Borges (PT), Teles Júnior (PMN), Jakson Charles (PSB) e o suplente do grupo, Mauro Severiano (PSDB).

Jakson Charles foi nomeado relator do projeto do vereador Lélio alvarenga (PSC) que dispõe sobre a criação de vagas de estacionamento exclusivo para veículos de transporte escolar em frente às creches e escolas de Ensino Fundamental.

Devolvidos

Ainda durante a reunião da CCJR, o vereador Jean Carlos devolveu com parecer favorável a matéria do Executivo que institui no município o Programa Esporte e Ação. A proposta foi encaminhada para a Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia.

Américo Ferreira também deu parecer favorável ao projeto de Deusmar Japão (PSL) que denomina a Praça Nicolau Pereira localizada na Avenida Perimetral esquina com a Rua 58 no Residencial das Flores. A matéria segue agora para análise também da Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia.

Por fim, o vereador Jakson Charles foi favorável a iniciativa de Teles Júnior que obriga a prestação de contas por parte da empresa prestadora de serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário em Anápolis. A proposta será analisada ainda pela Comissão de Finanças, Economia e Orçamento da Casa.