CCJR mantém produtividade alta: seis projetos tem pareceres votados

por Marcos Vieira publicado 28/05/2019 10h25, última modificação 28/05/2019 10h25
CCJR mantém produtividade alta: seis projetos tem pareceres votados

Vereadores reunidos na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (Foto: Ismael Vieira)

Cinco projetos de lei tiveram parecer favorável na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), em reunião nesta terça-feira (28.mai), presidida pela vereadora Thaís Souza (PSL), com as presenças de Pastor Elias (PSDB), Luiz Lacerda (PT), Domingos Paula (PV), Jean Carlos (PTB), Pedro Mariano (PRP) e Lélio Alvarenga (PSC).

Propositura do vereador João da Luz (PHS), que concede título de cidadania ao ex-presidente da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia) Anastacios Apostolos Dagios teve parecer de Pedro Mariano aprovado. O texto segue para análise da Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia (CECCT).

Outra matéria encaminhada à CECCT dispõe sobre concessão de título de cidadão benemérito da comunidade a Evandro Assis Silva. Ela foi relatada na CCJR pelo vereador Luiz Lacerda.

A CCJR também aprovou parecer de Pedro Mariano à outorga de título de cidadania anapolina a Nilson Marin, um projeto de lei do vereador Leandro Ribeiro (PTB). A propositura também segue para a Comissão de Educação.

Outro texto aprovado, de autoria do vereador Jean Carlos, concede o nome do engenheiro Dido Gonzaga Jaime a uma área pública na Cidade Jardim. O projeto foi relatado por Luiz Lacerda e seguiu para a Comissão de Urbanismo, Transporte, Obras, Serviços e Meio Ambiente.

Foi aprovado também o projeto de Lélio Alvarenga que institui o certificado Profissional da Saúde - Amigo de Anápolis Dr. Henrique Santillo. O relator, Pastor Elias, apresentou emenda aditiva acrescentando no rol das profissões homenageadas a psicologia. A matéria segue para a CECCT.

O vereador Pastor Elias deu parecer contrário, acompanhado pela CCJR, ao projeto de Lélio Alvarenga que institui a Semana da Família em Anápolis. Com isso, o projeto segue direto para a Mesa Diretora.

A CCJR também distribuiu para relatoria de Luiz Lacerda, a propositura de João da Luz que dispõe sobre a contratação e manutenção do profissional bombeiro civil em estabelecimentos especificados pela lei.