Campeão olímpico Dante do Amaral recebe título de cidadania anapolina

por Marcos Vieira publicado 12/04/2019 15h23, última modificação 12/04/2019 15h23
Campeão olímpico Dante do Amaral recebe título de cidadania anapolina

Vereador Wederson Lopes, Valquíria e Dante, prefeito Roberto Naves e presidente da Câmara, Leandro Ribeiro (Foto: Ismael Vieira)

O ex-jogador de vôlei Dante Guimarães Santos do Amaral, de 38 anos, multicampeão pela Seleção Brasileira, passou a ser cidadão anapolino graças a título concedido pela Câmara Municipal, em Sessão Solene na manhã de sexta-feira (12.abr).

Dante nasceu em Itumbiara e rodou o mundo como atleta – jogou na Itália, Grécia, Rússia e Japão. Já aposentado das quadras, no ano passado expôs um projeto para montagem de um time profissional em Anápolis, para concorrer a Superliga B, e teve apoio das autoridades locais e empresariado.

O jogador acabou mudando-se para Anápolis com a família e graças a uma iniciativa do vereador Wederson Lopes (PSC), apoiada pelos outros 22 parlamentares, foi homenageado pela Câmara Municipal.

A Sessão Solene comandada pelo presidente Leandro Ribeiro (PTB) serviu também para que a cidade agradecesse à equipe do Anápolis Vôlei, que já no seu primeiro ano de existência chegou bem perto de conseguir uma vaga para a Superliga A, a elite da modalidade no Brasil.

Cada atleta e membro da equipe técnica recebeu um Certificado de Honra ao Mérito pelo engrandecimento do esporte em Anápolis. Também foram agraciados pelo apoio ao projeto o prefeito Roberto Naves (PTB), o secretário municipal de Esportes, Kim Abrahão, e a diretora de Esportes da pasta, Simone Pereira.

O presidente Leandro Ribeiro lembrou que o título de cidadania é uma das maiores honrarias que uma pessoa pode receber do Legislativo. “E essa homenagem é feita não só porque o Dante decidiu morar em Anápolis com a família e tocar um grande projeto aqui, mas por tudo que ele representa para o esporte, a referência que é para todos nós”.

O prefeito Roberto chamou os jogadores do Anápolis Vôlei de guerreiros e disse que a equipe chegou para ficar na cidade. “E o Dante se tornou amigo. Não resta dúvida que ele deixa a sua marca na história de Anápolis, na história de cada um que esteve no Ginásio Newton de Faria, torcendo pela nossa equipe”, ressaltou.

Para o secretário municipal Kim Abrahão, o Anápolis Vôlei elevou a autoestima do esporte anapolino e a parceria possibilitada pelo prefeito Roberto com a equipe mostrou a visão positiva de política pública voltada para a área.

O autor da homenagem, vereador Wederson, fez um discurso que emocionou os presentes. Para ele, o Anápolis Vôlei inspira as crianças da cidade, que no futuro podem até se tornar atletas graças à experiência vivida em uma das tardes de sábado no Ginásio Newton de Faria, acompanhando uma partida pela Superliga B.

Ele agradeceu ao ex-jogador Dante por encabeçar o projeto, e por pegar toda sua experiência no esporte, toda a credibilidade conquistada dentro e fora das quadras, e trazer para Anápolis.

“Você já era motivo de orgulho para Goiás, agora de maneira especial nos motiva ainda mais aqui em Anápolis”, discursou Wederson.

Ao falar em nome dos vereadores, Domingos Paula (PV) comentou que o vôlei uniu a família anapolina, por isso a cidade abraçou o time. “Imagina como será no segundo ano”, completou.

O coordenador do Anápolis Vôlei, Paulo Martins, também fez um discurso emocionante. Ele falou da importância do esporte como ferramenta transformadora na vida das pessoas. “O esporte nos torna resilientes”, ensinou.

Paulo contou a história de uma jovem anapolina que venceu a depressão a partir da experiência de acompanhar os jogos no ginásio com a família e, por fim, trabalhar em uma partida no apoio, secando a quadra e fazendo a distribuição das bolas.

O jogador Paulo Renan frisou a importância que foi para a equipe ter o ginásio lotado em todas as partidas. No último confronto em casa, o público bateu o recorde: 7 mil pessoas no Newton de Faria. “Eu me senti abraçado, dá vontade de ficar”, confidenciou o atleta.

Em seu discurso de agradecimento, Dante recordou de como o prefeito abraçou o projeto, da rapidez com que montaram o time para disputar a Superliga B, e que a partir dessa experiência exitosa, Anápolis tornou-se ainda mais conhecida no Brasil e no mundo.

“Fiquei muito feliz quando recebi a ligação da Câmara, sendo informado do título de cidadania concedido por iniciativa do vereador Wederson. Agradeço do fundo do meu coração”, comentou o campeão olímpico.

Dante afirmou que dará mais ainda o seu máximo para seguir com o projeto, que nos próximos dias passa a ter em funcionamento a sua parte social: crianças vão ter aulas de vôlei, em uma proposta de inclusão no esporte e em ensinamentos que ajudam na formação do caráter.