Câmara presente na abertura da campanha de vacinação contra a Covid-19

por Marcos Vieira publicado 19/01/2021 17h27, última modificação 19/01/2021 17h27

O evento que marcou o início da campanha de vacinação contra a Covid-19 em Goiás contou com a presença da Câmara Municipal de Anápolis. O ato, histórico, foi realizado na Unidade Básica de Saúde do Leblon.

A moradora de Anápolis Maria Conceição da Silva, 73 anos, residente do Abrigo dos Velhos Professor Nicephoro Pereira da Silva, foi a primeira goiana a receber uma dose da Coronavac, dada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM).

O presidente da Câmara Municipal, Leandro Ribeiro (PP), disse que estava emocionado por participar de um momento histórico, simbólico para todos, e que Anápolis estava tendo o privilégio de ter sido escolhida pelo governador para o início da imunização.

“Sabemos o que estamos passando [com a pandemia], pois quase todos tem parentes no grupo de risco. A vacinação trará solução para essa pandemia”, ressaltou Leandro.

Também estiveram presentes os vereadores Alex Martins (PP), Andreia Rezende (SD), Divininho do Sindicato (SD), Dra. Trícia Barreto (MDB), Jean Carlos (DEM), Luzimar Silva (PMN), Delcimar Fortunato (Avante) e Edimilson Mercado Serve Bem (PV).

Segundo o prefeito Roberto Naves (PP), nesse primeiro momento serão imunizados 6 mil anapolinos. Os primeiros a receberem a vacina são idosos institucionalizados com mais de 60 anos (residentes de instituição de longa permanência para idosos), trabalhadores da saúde na linha de frente do combate ao coronavírus e idosos com mais de 80 anos – esse último grupo deverá entrar em contato com a prefeitura pelo Zap da Saúde.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Ismael Alexandrino, a segunda dose nos grupos prioritários deverá ser feita entre 21 e 28 dias após a primeira aplicação.

O Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19 prevê, para Goiás, 7% do total de doses adquiridas nacionalmente pelo Ministério da Saúde (MS). No último domingo (17.jan), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial das vacinas das Universidade de Oxford e AstraZeneca, e a da Coronavac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac e pelo Instituto Butantan. Da primeira parceria, serão 2 milhões de doses, que beneficiarão 1 milhão de brasileiros; da segunda, 6 milhões para 3 milhões de pessoas.

registrado em: