Câmara participa de homenagem aos agentes de Saúde e de Endemias

por Orisvaldo Pires publicado 26/06/2018 11h35, última modificação 28/06/2018 14h03
Câmara participa de homenagem aos agentes de Saúde e de Endemias

Câmara participa de homenagem aos agentes de saúde e de endemias

O combate às endemias (Dengue, Chikungunya e Zica) esteve sempre entre as prioridades dos vereadores, nos debates realizados em plenário e nas ações práticas de mobilização da sociedade. A Câmara Municipal de Anápolis, como parceira constante e eficaz nos programas que buscam erradicar estas doenças, participou da cerimônia em homenagem aos agentes de saúde e de endemias, realizada na manhã desta terça-feira (26.jun), no Teatro Municipal. 

O líder do prefeito na Câmara, Jakson Charles (PSB), enfatizou a importância da participação do Poder Legislativo nesta cruzada contra as endemias, “os vereadores são multiplicadores das ações”. Deusmar Japão (PSL) usou a tribuna para dizer que os agentes são “verdadeiros heróis”. Domingos Paula (PV) reconheceu a eficácia do planejamento realizado pela Prefeitura e a participação estratégica da Câmara. Lélio Alvarenga (PSC) elogiou os agentes, “uma homenagem justa”. 

Pedro Mariano (PRP) disse que a redução do número de casos notificados é a comprovação do trabalho bem feito. Fernando Paiva (PODE), reconheceu o trabalho dos agentes e lembrou que é preciso que todos continuem mobilizados. A coordenadora do setor e combate às endemias, Érica Dias, revelou que em 2016 Anápolis era a segunda cidade em casos de notificações de Dengue (13.884), com seis óbitos. Em dois anos a redução é de 91%. Anápolis é agora sétima colocada com 2.360 casos notificados, sem óbitos. 

O prefeito Roberto Naves (PTB) revelou que a administração busca criar mecanismos para facilitar os trabalhos dos agentes de saúde e de endemias. Segundo ele, a conscientização da população é essencial, “pois as pessoas passam a entender que os agentes são parceiros”. O chefe do Executivo municipal evidenciou que o segredo para a redução da Dengue e outras endemias em Anápolis é a união das forças dos seguimentos organizados da sociedade. 

O coordenador geral da Vigilância e combate às endemias, Murilo Silva, disse que é inadmissível constatar o registro de mais de 600 óbitos em Goiás motivadas por estas doenças. Segundo ele, o sistema usado aqui é referência no Brasil, inclusive observado pelo DATASUS para possivelmente ser utilizado em todo o país. A homenagem teve ainda a presença da primeira dama, Vivian Naves; o vice-prefeito Márcio Cândido (PSD), além de representantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Câmara de Dirigentes Lojistas, Associação das Imobiliárias, Associação Comercial e Industrial de Anápolis, e as igrejas católica e evangélica.