Câmara nos Bairros atende moradores do setor Vila Rica

por Câmara Municipal de Anápolis publicado 12/02/2012 23h00, última modificação 17/06/2016 10h17
População reivindicou asfalto, água, iluminação e creche. Vereadores levarão as solicitações para a administração municipal O setor Vila Rica recebeu o projeto Câmara nos Bairros na noite desta sexta-feira (10). Estiveram presentes na reunião o presidente da Casa, Amilton Batista (PTB) e os vereadores Wesley Silva (PMDB), o petebista Domingos Paula e Gina Tronconi (PPS). O deputado estadual Carlos Antônio (PSC) também participou da conversa com os moradores e ouviu solicitações diversas para o setor. A reunião aconteceu nas dependências do condomínio residencial Sol Nascente.
 Câmara nos Bairros atende moradores do setor Vila Rica

Câmara nos Bairros atende moradores do setor Vila Rica

Amilton Batista explicou que o objetivo do encontro era ouvir da população as necessidades do bairro e depois fazer um relatório para levar à administração municipal e órgãos responsáveis, as principais solicitações. “Vamos fazer as cobranças em nome da Câmara Municipal e não somente dos vereadores que compareceram”, afirmou.

Dentre as várias queixas apresentadas, os moradores solicitaram principalmente o asfaltamento da via que dá acesso ao setor. Segundo o síndico do Condomínio, Rodrigo Augusto dos Santos, um pedaço da Rua Israel Ribeiro já recebeu asfalto, mas ainda faltam cerca de 100 metros. “Não é um problema que atinge só o condomínio, mas o bairro inteiro e também os vizinhos, como Vila Operário, Flor de Liz e Alvorada. Essa rua dá acesso a todos esses setores”, explicou.

Conforme Rodrigo, a Rua Israel Ribeiro não é reconhecida pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Trânsito (DNIT). “É uma via perigosa e sempre tem atropelamentos, falta iluminação. Já procuramos o Departamento, mas eles falam que a rua não está no mapa e não podem fazer nada”.

Os participantes fizeram queixas quanto ao serviço de água e esgoto no local. Um dos moradores do Vila Rica, Edmilson Noronha, disse que a água chega a faltar três dias por semana. O síndico acrescentou que já houve reunião com a empresa responsável pelo serviço em Anápolis (SANEAGO), mas não obteve sucesso.

Para o morador do Flor de Liz, Marcos Antônio, outro problema que atinge o setor é a falta de creche. De acordo com seu relato, são cinco bairros e nenhum local próximo para que as mães possam deixar as crianças enquanto trabalham. “Precisamos também de uma escola porque a mais próxima fica no Santo Antônio e os alunos têm que atravessar a rodovia para chegar até lá. Principalmente porque não existe passagem do nosso setor para outros como o Bairro de Lourdes, por exemplo”.

Sobre o acesso aos demais bairros, muitos moradores reclamaram que após a construção do viaduto que possibilita a ida à Brasília, não há outra passagem para os setores senão através da rodovia federal BR 060. Os presentes na reunião questionaram a possibilidade da construção de uma trincheira que facilitaria o trânsito e locomoção para regiões vizinhas.

Representante da região, Domingos Paula informou que existe um projeto para um viaduto naquele setor, como já ocorre em praticamente todas as vias de acesso à Anápolis. “É um projeto que vai demorar acontecer porque outros ainda estão em construção. Mas, no Residencial Summerville haverá a construção de uma rua que fará a ligação com o Santo Antônio e isso já ajudará os moradores do Vila Rica”, disse.

Sobre a inexistência da Rua Israel Ribeiro por parte do DNIT, Wesley Silva comunicou que conhecia o problema e tem buscado solucioná-lo. “Entramos em contato com o Departamento e já existe um projeto no meu gabinete até para iluminação desta via”. O vereador convidou interessados para acompanhá-lo em uma reunião em Brasília, no mês de março, para o reconhecimento da via.

A vereadora Gina Tronconi lembrou que tem discutido bastante sobre condomínios residenciais na Câmara Muncipal e que não é contra a construção dos mesmos, “mas os moradores precisam de infraestrutura além das casas”. A pepessista disse que após ouvir as solicitações dos moradores, constatou o que vinha acompanhando em outros residenciais. “Há problemas com transporte, não tem escola, falta água e esgoto em todos eles. As casas são lindas e sou a favor que sejam construídas. Fiz um relatório e encaminhei à Caixa Econômica Federal informando a situação desses condomínios”.

Gina mencionou o efeito do projeto Câmara nos Bairros para a população ao constatar que a operação Tapa Buracos havia prestado serviços no setor no mesmo dia em que a reunião aconteceria. “Estamos em um condomínio fechado, mas os problemas continuam. Ouvimos muitas reclamações de falta de água e até segurança pública. Vamos levar ao prefeito as reivindicações desses moradores”.

O presidente Amilton Batista reconheceu os grandes problemas enfrentados pelos moradores locais e afirmou que nenhum será ignorado, mas as prioridades serão consideradas no primeiro momento. O parlamentar informou que três creches serão construídas na região ainda neste ano de 2012. “Será uma no Summerville, uma no Santo Antônio e uma no São Conrado. Também será iniciada uma frente de asfalto nessa região”.

O petebista acrescentou que as demais reivindicações, como os 100 metros de asfalto, a iluminação e galeria de água precisam ser resolvidas, como a possibilidade de uma linha de ônibus mais próxima. “Vamos trabalhar cobrando essas providências. Os benefícios atendem os moradores do Condomínio, mas atendem todas as regiões mais próximas”.

Ao final, Amilton Batista fez uma avaliação positiva da segunda edição do Câmara nos Bairros em 2012. “Estou cada vez mais convicto de que esse projeto deve continuar cada vez mais acelerado, ouvindo os moradores nas coisas que são concretas, no seu dia-a-dia. Não adianta ficarmos tratando de assuntos que não têm, às vezes, condições de serem solucionados e resolvidos em curto prazo. Então, vamos tratar das coisas mais urgentes, das coisas concretas e ajudar os moradores a solucionar os seus problemas”, encerrou.

 

 



registrado em: