Câmara cobra da Sefaz e do BPMFaz ajustes nas blitze realizadas em Anápolis

por Camila Virgínia — publicado 18/05/2018 00h00, última modificação 22/05/2018 10h58
Câmara cobra da Sefaz e do BPMFaz ajustes nas blitze realizadas em Anápolis

Câmara cobra da Sefaz e do BPMFaz ajustes nas blitze realizadas em Anápolis

A Câmara Municipal de Anápolis, em consonância com o que pensa a sociedade Anapolina, intensifica os debates sobre a forma de realização das blitze fazendárias na cidade. Uma reunião, realizada na quinta-feira (17.mai), no Plenário Teotônio Vilela, serviu para que os vereadores encaminhassem à Secretaria Estadual da Fazenda e o Batalhão da Polícia Militar Fazendário, cobranças para que as blitze sejam adequadas. 

O presidente da Câmara, Amilton Filho (SD), que dirigiu a reunião, disse que o objetivo foi discutir o tema, para que providências adequadas sejam tomadas e melhorias aconteçam nesta fiscalização. “Precisamos zelar dos 90% que andam em conformidade com as leis e evitar constrangimentos. Solicitamos que a maior fluidez do trânsito seja garantida e que as blitze não sejam realizadas em trechos de fluxo intenso de veículos e em horários de pico”, explicou.  

A insatisfação dos parlamentares foi constantemente evidenciada durante as sessões ordinárias. Os vereadores reiteraram a importância do trabalho que a Polícia Militar desenvolve no estado, asseguraram também que não são contra a fiscalização, porém, ressaltaram a insatisfação dos anapolinos devido a forma inadequada das blitze. Muitas são realizadas em locais inapropriados, causando truculência no trânsito e impossibilitando que os trabalhadores cheguem dentro do horário correto em seus respectivos trabalhos. 

O delegado fiscal em Anápolis, Ricardo Batista Dutra, se posicionou quanto aos questionamentos da população. Disse que o trabalho é executado em conjunto com a Polícia Militar, CMTT, Batalhão Fazendário, na busca de locais e horários onde há maior fluxo de veículos. “Notei que a insatisfação da sociedade é em relação ao transtorno causado justamente pelo acumulo dos veículos nessas blitze. Com base nisso, vamos procurar realizar essas blitze em avenidas mais largas, que tenham condições de não estrangular o trânsito como vem ocorrendo e diminuir a quantidade atividades por semana”, disse. 

Além do presidente, Amilton Filho (SD), também participaram dos debates Deusmar Japão (PSL), Domingos Paula (PV), Jakson Charles (PSB), Jean Carlos (PTB), Luiz Lacerda (PT), Fernando Paiva (Pode), Pedro Mariano (PRP), Professora Geli Sanches (PT), Pastor Elias (PSDB), Thaís Souza (PSL), Luzimar Silva (PMN), João da Luz (PHS), o diretor da CMTT, Carlos César Toledo, representante da ACIA, Edson Tavares, e o comandante do Batalhão da Polícia Militar Fazendária (BPMFAZ), tenente-coronel Denílson de Araújo Brito.