Audiência Pública recebe Secretário Estadual de Segurança para debater sobre a segurança na cidade

por Geovana de Bortole publicado 08/03/2018 17h10, última modificação 08/03/2018 17h10
Audiência Pública recebe Secretário Estadual de Segurança para debater sobre a segurança na cidade

Audiência Pública recebe Secretário Estadual de Segurança para debater sobre a segurança na cidade

A Câmara Municipal de Anápolis recebeu o Secretário de Segurança Pública Irapuan Costa Júnior para debater sobre questões de segurança pública na cidade, na tarde de quarta-feira (07.nov).

O encontro contou a participação de grande participação dos vereadores, de policiais militares e população.

Cada participante teve oportunidade de questionar e opinar, dentro de um determinado tempo.

A audiência foi conduzida pelo presidente da Casa, vereador Amilton Filho (SD), que marcou juntamente com seus pares com o objetivo de cobrar junto às autoridades responsáveis as condições de segurança da população.  

 

Abrindo as questões, o vereador Lélio Alvarenga (PSC) pediu para que fosse feito algo que ajudasse na questão de segurança e solicitou que os presos da cidade fossem mantidos em Anápolis.

O vereador Lisieux José Borges (PT) comentou que no passado havia um contingente de atendimento maior do que o atual. “Hoje a criminalidade aumentou muito mais e temos contingente similar ou menor. Queremos saber sobre o quadro de efetivos, e se pode ser aumentado”, indagou.

A vereadora Professora Geli Sanches (PT) ressaltou que os parlamentares estiveram no gabinete do Secretario de Segurança e reconhece sua deferência com a cidade. “Temos aqui homens e mulheres comprometidos, mas precisamos ainda mais investimentos na segurança. Tivemos esse fim de semana assassinato de duas mulheres na cidade. Gostaria muito que a delegacia da mulher atendesse no final de semana, pois a criminalidade é maior nos fins de semana”, pontuou. A vereadora falou também sobre o tratamento que os presos de Anápolis estão sendo tratados em Formosa.

Teles Júnior (PMN) se solidarizou em relação à mudança brusca dos presos e falou que as famílias aguardam resposta para esta prerrogativa. “A preocupação desta Casa é com os presos de Anápolis. Não queremos detentos de outra cidade no nosso município”, alegou o líder do PMN.


Luiz Lacerda (PT) falou do desejo de que o número de efetivos fosse aumentado na cidade, mas reconhece que é não é simples. “Sei que nossa policia é atuante. Mas nem sempre tem equipamento e viatura necessários. Acredito que melhorando as condições de trabalho da polícia já ajuda a melhorar e diminuir a criminalidade”, falou.


Jean Carlos (PTB) concordou que precisa de recursos e gostaria de saber se existe possibilidade de aumentar o investimento na pasta. 

Maria José, falou em nome das famílias dos presos anapolinos que foram transferidos pra Formosa.  “Estamos enfrentando uma grande luta pra visitar nossos parentes. Somos pobres. Sabemos que eles têm que pagar pelo que devem, mas na Comarca de cometeram seus crimes. Não temos condições de arcar com os custos do deslocamento. Queremos o retorno deles pra cidade”, pediu.


O advogado Bruno Mariano relatou que os presos da cidade de Anápolis estão passando por situação crítica. “Eles estão em péssimas condições, comendo comida podre, sem produtos de limpeza para higienizar suas celas ou de higiene pessoal. Foi constatada tortura psicológica e física. A Ordem dos Advogados do Brasil está fazendo um relatório sobre o caso”, contou.


Amilton Filho (SD) pediu para levar em consideração todos os sentimentos e reivindicações da população para ter avanço na cidade. Também disse que a Câmara está atenta às questões de transferência dos presos e que esta não é responsabilidade do Secretário de Segurança, mas os vereadores estão empenhados em buscar uma solução. 


o Secretário Irapuan Costa Júnior atestou que as colocações são pertinentes. “A sociedade anapolina não irá perder. Sobre o número de efetivo e de viatura, fizemos licitação e tenho certeza que a situação irá melhorar nos próximos meses. Estamos empenhados nisso e posso garantir que é a preocupação principal da secretaria de segurança.
Temos desejo que nossos policiais tenham melhores armamentos que os bandidos, e no que pudermos fazer para concretizar isso, vamos fazer. A policia goiana é admirada no brasil. E está dando suporte para outros estados. Mesmo com falta de recursos, temos queda no número de criminalidade”, afirmou.

O Secretário Municipal do Observatório de Segurança Glaysson Reis informou que Anápolis implantou um plano de segurança pública que preza a prevenção, e que isto está em vigor.


A delegada regional Aline Vilela delegada contou que Anápolis foi beneficiada com armas novas para combate ao crime. “A policia civil da cidade está trabalhando em prol da segurança”, falou.


Também participaram do debate os vereadores Leandro Ribeiro (PTB), Elinner Rosa (PMDB), Thaís Sousa (PSL), Deusmar Japão (PSL), Mauro Severiano (PSDB), Américo (PSDB) e Fernando Paiva (PODE).

 

Estiveram presentes o Chefe do Gabinete Civil do Governador Frederico Jaime, o Coronel Adailton da Polícia Militar, Major Luciano, comandante do 28º Batalhão, Major Cardoso, Comandante do 4º Batalhão, Major Saliba, Comandante do 31 ª CIPM (CPE), Coronel Freitas, Comandante do 3º Comando regional da Polícia Militar.