“Blitzen da Sefaz são arapucas para pegar o cidadão”, diz Luiz Lacerda

por Marcos Vieira publicado 07/05/2018 16h01, última modificação 07/05/2018 16h01

O vereador Luiz Lacerda (PT) disse nesta segunda-feira (7.mai) que as blitzen que a Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás (Sefaz-GO) realiza em Anápolis são “arapucas” armadas para pegar o cidadão, com práticas medievais.

“Não é assim que você recebe imposto da pessoa, tomando o bem na hora. Estão agindo de forma medieval, quando o aldeão não pagava imposto e tinha tomado o seu porco ou a sua galinha”, frisou Lacerda.

O vereador se referia ao fato de que o veículo com IPVA atrasado é retido na hora durante esse tipo de blitz.

Segundo o vereador, tanto a Câmara Municipal quanto a imprensa local já cobraram por diversas vezes mudanças neste tipo de fiscalização da Sefaz-GO, mas todos foram ignorados.

Para Lacerda, esse tipo de fiscalização para flagrar veículos com IPVA atrasado não pode ocorrer entre 7h e 9h, em locais de grande fluxo, pois constrange cidadãos que estão indo ao trabalho, ao médico ou levar os filhos para a escola.

O vereador ressaltou que não é contra a arrecadação de imposto, pois se trata de uma obrigação do Estado, mas é preciso que isso seja feito de forma correta, não retendo o bem “de forma truculenta”.

Lacerda falou ainda que a Polícia Militar tem sido desviada de sua função ao atuar em uma blitz fazendária. “O governador José Eliton está indo na mesma linha de Marconi Perillo e o carinho que tanto fala que tem por Anápolis hoje é demonstrado na forma dessas blitzen”.