João da Luz faz balanço positivo de 2017 e reafirma mesmo empenho no próximo ano

por Marcos Vieira publicado 13/12/2017 11h47, última modificação 13/12/2017 11h47

O vereador João da Luz (PHS) subiu na tribuna, nesta quarta-feira (13.dez), para fazer um balanço das suas atividades no ano de 2017, além de avaliar o trabalho realizado pela Mesa Diretora da Câmara Municipal e as ações da gestão do prefeito Roberto Naves (PTB).

“Inicialmente quero elogiar a administração desta Casa. Quero tecer elogios ao presidente Amilton Filho pela eficiência, pela gestão bem aplicada. O senhor mostrou total capacidade para gerir essa Casa. Só de nos tirar daquele cubículo insalubre, que era o antigo plenário, já significa muita coisa”, discursou João da Luz.

João elogiou alguns colegas. Destacou o trabalho dos vereadores Mauro Severiano (PSDB), Domingos Paula (PV) e Luzimar Silva (PMN), além de citar a experiência de Antônio Gomide (PT). “Para mim é uma honra legislar ao lado do senhor, que já foi prefeito de Anápolis. Todas suas falas são mapeadas, observadas, pois o senhor é uma referência”, disse ele ao petista.

João da Luz afirmou que fez o que foi possível neste seu primeiro ano de mandato, procurando atender a sociedade e, ao mesmo tempo, se instruir para lutar com maior eficácia na melhoria da qualidade de vida da população anapolina. Para 2018, ele prometeu o aprimoramento na fiscalização do Poder Executivo.

“Vamos avançar sim, conhecer melhor os balancetes apresentados pela prefeitura. Vamos acompanhar mais de perto a compra e entrega de materiais. Acompanhar a saúde e educação ainda mais de perto. Nossa função é fiscalizar, saber se o que está sendo escrito no papel está acontecendo de fato”, ressaltou.

Em relação à gestão Roberto Naves, o vereador lembrou que o prefeito tem um plano de governo apresentado na campanha, que passou um ano organizando a casa e, portanto, é possível esperar mais em 2018. “Tudo que a gestão precisou desta Casa, nós fizemos. Agora precisamos de mais ação”, explicou.

João da Luz citou algumas medidas, como o georreferenciamento, que vai garantir maior eficácia na cobrança do IPTU e, consequentemente, incremento na receita. Segundo ele, a partir daquilo que foi feito em 2017, é possível planejar para que o próximo ano o poder público mostre mais eficácia para os munícipes.

registrado em: ,
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados